Li sua co­lu­na ou­tro dia e ne­la você fa­la­va em in­ves­ti­men­tos no Te­sou­ro Di­re­to. Mi­nha dú­vi­da é: para fa­zer es­te ti­po de in­ves­ti­men­to de­vo pro­cu­rar meu ban­co?

Correio da Bahia - - Mais -

Olá, Ana Pau­la. O in­ves­ti­men­to no Te­sou­ro Di­re­to tem se tor­na­do uma boa al­ter­na­ti­va à Ca­der­ne­ta de Pou­pan­ça, uma vez que os ren­di­men­tos au­fe­ri­dos são su­pe­ri­o­res. Con­tu­do, é im­por­tan­te ob­ser­var que você não de­ve bus­car ape­nas a op­ção mais ren­tá­vel, mas es­co­lher a que me­lhor se ade­que à sua re­a­li­da­de e aos seus pro­je­tos de vi­da. Você po­de en­con­trar es­sa op­ção em vá­ri­as ins­ti­tui­ções fi­nan­cei­ras, in­clu­si­ve no Ban­co on­de é cor­ren­tis­ta, mas, se não con­se­guir, re­co­men­do que pro­cu­re um es­pe­ci­a­lis­ta para lhe ori­en­tar e mon­tar uma carteira de in­ves­ti­men­to ade­qua­da ao seu per­fil.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.