A Bai­a­na e os baianos

Correio da Bahia - - Vida - ROBERTO MIDLEJ

É ver­da­de que a rap­per Ka­rol Con­ká já tem seus fãs na Bahia, mas a mai­or par­te do público que foi on­tem ao Rock Con­cha, na Con­cha Acús­ti­ca do TCA, es­ta­va ali para ver a Bai­a­naSys­tem. A can­to­ra pau­lis­ta, que ha­via si­do an­te­ce­di­da pe­la bai­a­na Efei­to Ma­na­da, con­vo­cou três mu­lhe­res que es­ta­vam na pla­teia para dan­çar a mú­si­ca Gan­daia com ela: “Ca­dê o gri­to das ‘ami­ga lou­ca’ da­qui de Sal­va­dor?”, per­gun­tou a can­to­ra, pro­vo­can­do a pla­teia.

No in­ter­va­lo en­tre um show e ou­tro, es­pe­ran­do a Bai­anSys­tem, os fãs dis­pu­ta­vam as más­ca­ras que já se tor­na­ram uma mar­ca da ban­da em seus shows.

A es­tu­dan­te Kelly Mar­tins, 21, que ia pe­la sex­ta vez a um show do gru­po, dis­se que sem­pre ten­ta­va pe­gar uma más­ca­ra, mas nun­ca con­se­guia. On­tem, fi­nal­men­te, con­se­guiu o ob­je­to de de­se­jo: “Acom­pa­nho a ban­da há uns dois anos e foi mui­to bom vê-la cres­cer. Fui aos shows do Pe­lou­ri­nho, no Pe­dro Ar­can­jo, e ago­ra, co­mo fã, fi­co or­gu­lho­sa de vê-los ga­nhar o Prê­mio Mul­tishow”, dis­se Kelly, que ce­le­bra­va os prê­mi­os de me­lhor dis­co (Du­as Ci­da­des) e me­lhor hit (Play­som), se­gun­do o jú­ri.

“Em­bo­ra elas te­nham ven­ci­do es­ses prê­mi­os e já es­te­jam se tor­nan­do co­nhe­ci­dos na­ci­o­nal­men­te, is­so não vai fa­zê-los per­der a au­ten­ti­ci­da­de”, de­fen­dia a fã.

A co­bi­ça­da más­ca­ra ha­via si­do con­se­gui­da por Me­ni­no Cal­das, um es­cri­tor e per­for­mer que tam­bém ven­de CDs para ga­nhar um ex­tra. On­tem, na Con­cha, o ar­tis­ta ha­via ven­di­do, em pou­co mais de uma ho­ra, pou­co mais de dez dis­cos da Bai­a­naSys­tem, a R$ 20 ca­da. “Eu e uns co­le­gas dis­tri­buí­mos mais de 300 más­ca­ras no iní­cio do show. Não so­bra na­da!”, dis­se Cal­das, que não quis re­ve­lar a ida­de: “Eu até re­ve­lo a co­mis­são que ga­nho, que é de uns R$ 10 por dis­co. Mas a ida­de não re­ve­lo não”.

Uma das que com­prou um dis­co na mão de Me­ni­no Cal­das foi a pro­fes­so­ra Lu­cí­lia San­ta Ro­sa, 51 anos. “Que­ria ver Ca­rol Con­ká tam­bém, en­tão che­guei ce­do. Mas es­ta­va es­pe­ran­do mes­mo a Bai­a­na, que co­nhe­ço há mais de qua­tro anos. Ca­rol, só co­nhe­ci no ano pas­sa­do”.

A pro­fes­so­ra já per­deu as con­tas de quan­tas apre­sen­ta­ções já viu da Bai­a­naSys­tem: “Ah, já fui no Pe­lou­ri­nho, na Fei­ra da Ci­da­de, num show com Mar­ga­reth, em ou­tro com o Ti­tãs...”. Lu­cí­lia tam­bém con­se­guiu pe­la pri­mei­ra vez a co­bi­ça­da más­ca­ra, quan­do foi com­prar o CD na mão de Me­ni­no Cal­das. “Fiz ques­tão de com­prar o dis­co, mes­mo já ten­do as mú­si­cas num pen dri­ve”, re­ve­lou.

Ela tor­cia para que a ban­da fos­se pre­mi­a­da, mas du­vi­da­va da vi­tó­ria, ain­da que achas­se me­re­ci­da: “No pri­mei­ro prê­mio, de hit, le­vei um sus­to, por­que eles con­cor­ri­am com Anit­ta. Mas a sur­pre­sa mai­or foi mes­mo quan­do eles ga­nha­ram o me­lhor dis­co para El­za So­a­res e Céu. Es­ta­va num gru­po de WhatsApp com ami­gos e to­do mun­do fi­cou sur­pre­so”.

A Bai­a­naSys­tem

foi a úl­ti­ma atra­ção do Rock

Con­cha

A rap­per cu­ri­ti­ba­na Ca­rol Con­ká le­vou seu som ao úl­ti­mo dia do fes­ti­val

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.