Lí­der co­mu­ni­tá­rio é as­sas­si­na­do na por­ta de ca­sa em Va­lé­ria

Correio da Bahia - - Bahia -

EXE­CU­ÇÃO Um lí­der co­mu­ni­tá­rio foi mor­to a ti­ros na por­ta de ca­sa, no bair­ro de Va­lé­ria, na noi­te de sá­ba­do. Se­gun­do in­for­ma­ções da po­lí­cia, Amil­ton Gon­çal­ves Lei­te, 53 anos, tam­bém atu­a­va co­mo por­tei­ro de uma es­co­la. Tes­te­mu­nhas que pre­fe­ri­ram não se iden­ti­fi­car con­ta­ram que Amil­ton es­ta­va abrin­do a ga­ra­gem para guar­dar o car­ro quan­do foi sur­pre­en­di­do. Ele foi atin­gi­do com se­te ti­ros no abdô­men e ou­tros se­te na ca­be­ça, não re­sis­tiu aos fe­ri­men­tos e mor­reu no lo­cal. A po­lí­cia não sou­be in­for­mar a au­to­ria e a mo­ti­va­ção do cri­me. De acor­do com mo­ra­do­res do bair­ro, o lí­der co­mu­ni­tá­rio foi exe­cu­ta­do por tra­fi­can­tes da re­gião por “sa­ber de­mais”. Fa­mi­li­a­res da ví­ti­ma que tam­bém não qui­se­ram se iden­ti­fi­car dis­se­ram que Amil­ton era tran­qui­lo e mui­to que­ri­do por to­dos no bair­ro, on­de atu­a­va co­mo lí­der co­mu­ni­tá­rio há 13 anos. “Ele era mui­to pres­ta­ti­vo e tra­ba­lha­va por to­dos na co­mu­ni­da­de. Não ti­nha ini­mi­gos, pro­cu­ra­va sem­pre aju­dar e não se me­tia na vi­da de nin­guém. A gen­te não en­ten­de o mo­ti­vo de tan­ta vi­o­lên­cia”, con­tou um dos pa­ren­tes. O cor­po de Amil­ton se­rá en­ter­ra­do ama­nhã, no mu­ni­cí­pio de Ruy Bar­bo­sa. O ca­so se­rá in­ves­ti­ga­do pe­lo De­par­ta­men­to de Ho­mi­cí­di­os e Pro­te­ção à Pes­soa (DHPP). Na úl­ti­ma se­ma­na, o bair­ro de Va­lé­ria te­ve o po­li­ci­a­men­to re­for­ça­do após a mor­te do aju­dan­te de pe­drei­ro Adil­ton Sou­za de San­ta­na, 28 anos, em uma ope­ra­ção da po­lí­cia. Mo­ra­do­res fi­ze­ram pro­tes­tos no bair­ro e os ôni­bus pa­ra­ram de cir­cu­lar. Três di­as de­pois, ou­tro ho­mem foi mor­to pró­xi­mo ao lo­cal e o po­li­ci­a­men­to se man­te­ve re­for­ça­do.

Amil­ton Lei­te: le­vou 14 ti­ros

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.