‘Ar­ras­ta­ram o me­ni­no co­mo se fos­se li­xo’, diz tio de jo­vem mor­to

Correio da Bahia - - Bahia -

SAN­TA CRUZ O cor­po de Wil­li­am Alex­san­dro Fiu­za Con­cei­ção, 18 anos, mor­to a ti­ros na por­ta de ca­sa, du­ran­te uma ope­ra­ção po­li­ci­al da Ron­desp no bair­ro da San­ta Cruz, no úl­ti­mo sá­ba­do, foi en­ter­ra­do na ma­nhã de on­tem, no Ce­mi­té­rio Mu­ni­ci­pal de Bro­tas. “Ele era um me­ni­no bom. A po­lí­cia che­gou ati­ran­do e foi pra ma­tar. Ma­ta­ram e saí­ram ar­ras­tan­do co­mo se fos­se um li­xo”, re­la­tou um tio da ví­ti­ma, que dis­se ain­da que o jo­vem foi cri­a­do em am­bi­en­te fa­mi­li­ar. Na ação, um ado­les­cen­te tam­bém foi ba­le­a­do. Ele per­ma­ne­cia in­ter­na­do no Hos­pi­tal Ge­ral do Es­ta­do (HGE) e seu qua­dro de saú­de não foi di­vul­ga­do. Vi­si­vel­men­te aba­la­da, a mãe de Wil­li­am pas­sou mal e não acom­pa­nhou o en­ter­ro. “Não é es­sa po­lí­cia cor­rup­ta que que­re­mos. Eles não po­dem con­ti­nu­ar nos ma­tan­do”, dis­se uma vi­zi­nha da fa­mí­lia que pre­fe­riu não se iden­ti­fi­car. A fi­lha de­la, 17 anos, es­ca­pou do mes­mo ata­que. “Mi­nha fi­lha viu, cor­reu pra vi­ver, che­gou em ca­sa cho­ran­do mui­to, em es­ta­do de cho­que”, lem­brou a mu­lher. Em ano­ni­ma­to, ou­tro vi­zi­nho com­ple­tou: “A po­pu­la­ção ain­da foi pra ci­ma, pra ver quem era, eles ar­ras­ta­ram e de­ram ti­ros pra ci­ma, dis­se­ram que iam dar so­cor­ro, mas ele já es­ta­va mor­to”, afir­mou. Após a ope­ra­ção, os mo­ra­do­res ate­a­ram fo­go em ob­je­tos e ame­a­ça­ram in­cen­di­ar um co­le­ti­vo. On­tem, os ôni­bus con­ti­nu­a­ram sem cir­cu­lar no fim de li­nha, mas a previsão é que vol­tem às 6h de hoje.

En­ter­ro de Wil­li­am Con­cei­ção, 18 anos, mor­to em ope­ra­ção da PM

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.