Go­ver­no da Ve­ne­zu­e­la li­ber­ta opo­si­to­res e mar­cha é sus­pen­sa

Correio da Bahia - - Mundo -

DIÁ­LO­GO O iní­cio do diá­lo­go en­tre go­ver­no e opo­si­ção já co­me­ça a dar re­sul­ta­do e a des­ten­si­o­nar o país. On­tem, o go­ver­no de Ni­co­lás Ma­du­ro in­for­mou que li­ber­tou cin­co opo­si­to­res que es­ta­vam pre­sos. Já o Par­la­men­to, de mai­o­ria opo­si­to­ra, sus­pen­deu o jul­ga­men­to so­bre a res­pon­sa­bi­li­da­de po­lí­ti­ca do pre­si­den­te Ni­co­lás Ma­du­ro na cri­se do país, as­sim co­mo uma mar­cha em di­re­ção ao Pa­lá­cio Pre­si­den­ci­al. As con­ver­sas en­tre as du­as par­tes es­tão sen­do me­di­a­das pe­lo Va­ti­ca­no e pe­lo sub­se­cre­tá­rio de Es­ta­do pa­ra as­sun­tos po­lí­ti­cos dos EUA, Tho­mas Shan­non. A mar­cha es­ta­va pro­gra­ma­da pa­ra a quin­ta e ha­via gran­de pre­o­cu­pa­ção com atos de vi­o­lên­cia. As for­ças da opo­si­ção têm si­do im­pe­di­das de che­gar ao pa­lá­cio de Mi­ra­flo­res des­de 2002, quan­do uma gran­de mar­cha terminou com 19 mor­tes e a bre­ve saí­da do an­te­ces­sor de Ma­du­ro, Hu­go Chá­vez. “Nós nos sen­ta­mos na me­sa de ne­go­ci­a­ções em bus­ca de uma so­lu­ção pa­cí­fi­ca por­que até ago­ra, em meio a tan­tos con­fron­tos, não con­se­gui­mos na­da”, dis­se Henry Ra­mos, lí­der da opo­si­ção e pre­si­den­te do con­gres­so. Di­an­te de uma cri­se econô­mi­ca pa­ra­li­san­te, mar­ca­da pe­la es­cas­sez de ali­men­tos e re­mé­di­os, os opo­nen­tes de Ma­du­ro es­tão pres­si­o­nan­do por sua que­da e uma re­vi­são do mo­de­lo econô­mi­co li­de­ra­do pe­lo Es­ta­do. Mas o lí­der es­quer­dis­ta as­su­miu uma pos­tu­ra ca­da vez mais au­to­ri­tá­ria, en­car­ce­ran­do ati­vis­tas da opo­si­ção, im­pe­din­do o Con­gres­so de apro­var leis e sus­pen­den­do os planos da opo­si­ção pa­ra um re­fe­ren­do re­vo­ca­tó­rio. A equi­pe de ne­go­ci­a­ção da opo­si­ção es­tá pro­pon­do que as au­to­ri­da­des an­te­ci­pem as elei­ções ge­rais mar­ca­das pa­ra 2019.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.