Em­po­de­ra­men­to fe­mi­ni­no e fe­mi­nis­mo são a mes­ma coi­sa?

Correio da Bahia - - Mais -

O fe­mi­nis­mo é o mo­vi­men­to que bus­ca a igual­da­de de gê­ne­ros e é pre­ci­so que se di­ga que fe­mi­nis­mo não é o con­trá­rio de ma­chis­mo. O ma­chis­mo não é um mo­vi­men­to so­ci­al, co­mo o fe­mi­nis­mo, mas sim o no­me que se dá ao con­jun­to de há­bi­tos e re­gras so­ci­ais que se ba­sei­am na fi­gu­ra do ho­mem, o ma­cho, en­quan­to mais for­te e pro­ve­dor. Por es­se ra­ci­o­cí­nio, só os ho­mens po­de­ri­am (e de­ve­ri­am) tra­ba­lhar fo­ra pa­ra man­ter a fa­mí­lia, es­co­lher os re­pre­sen­tan­tes na po­lí­ti­ca, di­ri­gir um car­ro, etc. O fe­mi­nis­mo exis­te não pa­ra co­lo­car a mu­lher no lu­gar do ho­mem, mas pa­ra co­lo­cá-la co­mo pro­ta­go­nis­ta da pró­pria exis­tên­cia. O fe­mi­nis­mo le­va ao em­po­de­ra­men­to.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.