Ter­cei­ri­za­dos do DPT atra­sam li­be­ra­ção de cor­pos

Correio da Bahia - - Vida -

SEM SA­LÁ­RIO O atra­so no pa­ga­men­to dos fun­ci­o­ná­ri­os ter­cei­ri­za­dos do De­par­ta­men­to de Po­lí­cia Téc­ni­ca (DPT) co­me­çou a afe­tar a li­be­ra­ção dos cor­pos no Ins­ti­tu­to Mé­di­co Le­gal (IML). Só on­tem, as fa­mí­li­as ti­ve­ram que es­pe­rar por qua­se du­as ho­ras após a li­be­ra­ção pa­ra que os cor­pos pu­des­sem ser le­va­dos do lo­cal por­que os ter­cei­ri­za­dos não fo­ram tra­ba­lhar. A de­nún­cia é de fa­mi­li­a­res que es­pe­ra­vam pe­la ma­nhã. Na se­gun­da-fei­ra (31), o Sin­di­ca­to dos Pe­ri­tos Cri­mi­nais do Es­ta­do da Bahia (As­bac-Sin­di­ca­to) in­for­mou que os fun­ci­o­ná­ri­os ter­cei­ri­za­dos es­tão há três me­ses sem re­ce­ber sa­lá­ri­os do go­ver­no do es­ta­do. “Che­guei aqui às 7h45, por­que pe­di­ram pa­ra es­tar às 8h. Meu ir­mão es­tá aqui des­de sex­ta-fei­ra e foi li­be­ra­do (pe­los pe­ri­tos do DPT) on­tem à tar­de, mas os fun­ci­o­ná­ri­os ter­cei­ri­za­dos não che­ga­ram”, con­tou uma téc­ni­ca em En­fer­ma­gem ao COR­REIO, às 9h20. O en­ter­ro do ir­mão de­la es­ta­va mar­ca­do pa­ra as

11h no Ce­mi­té­rio de Pla­ta­for­ma, no Su­búr­bio Fer­ro­viá­rio. “Ain­da va­mos ter que pas­sar no car­tó­rio pa­ra pe­gar a cer­ti­dão de óbi­to. Já te­nho qua­tro me­ses nes­sa lu­ta, por­que meu ir­mão foi es­pan­ca­do e es­ta­va in­ter­na­do no Hos­pi­tal Ge­ral do Es­ta­do (HGE) e ago­ra acon­te­ce is­so”, dis­se a mu­lher, que mo­ra no Ca­bu­la e não quis se iden­ti­fi­car. A fa­mí­lia do ado­les­cen­te Cris­ti­an de Je­sus Nu­nes, 17 anos, mor­to na úl­ti­ma sex­ta-fei­ra, em Ca­na­bra­va, es­ta­va no mes­mo di­le­ma – com en­ter­ro pre­vis­to pa­ra 11h, no Ce­mi­té­rio de Bro­tas. “Ele mor­reu na sex­ta e só ho­je que con­se­gui­mos re­sol­ver is­so”, con­tou a do­més­ti­ca Sil­via Cer­quei­ra, 41, pri­ma do ado­les­cen­te. “O pro­ble­ma não é com o pes­so­al lá do es­ta­do, por­que eles es­tão li­be­ran­do ofi­ci­al­men­te. O pro­ble­ma é aqui em­bai­xo, por­que os cor­pos não es­tão sain­do. O pes­so­al da­qui (ser­vi­do­res do DPT) é que dis­se que vai tra­zer os cor­pos pa­ra a gen­te”, afir­mou o pe­drei­ro Antô­nio Car­los de Je­sus, 37, tio de Cris­ti­an. A as­ses­so­ria do DPT foi pro­cu­ra­da pe­lo COR­REIO, mas não foi lo­ca­li­za­da.

Antô­nio Car­los, 37, aguar­da li­be­ra­ção de cor­po de so­bri­nho no IMÇ

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.