24h Go­ver­no lan­ça pro­je­to ins­pi­ra­do no Mo­rar Me­lhor pa­ra re­for­mar ca­sas

Correio da Bahia - - Brasil -

CAR­TÃO RE­FOR­MA O go­ver­no fe­de­ral anun­cia nes­ta quar­ta-fei­ra o Car­tão Re­for­ma, pro­gra­ma que ban­ca­rá até R$ 9 mil em ma­te­ri­ais de cons­tru­ção pa­ra a re­for­ma de mo­ra­di­as, que tem co­mo uma das ins­pi­ra­ções o pro­gra­ma Mo­rar Me­lhor, da Pre­fei­tu­ra de Sal­va­dor. Não se tra­ta de um em­prés­ti­mo, já que o va­lor é 100% sub­si­di­a­do pe­lo Te­sou­ro Na­ci­o­nal. A con­tra­par­ti­da das fa­mí­li­as se­le­ci­o­na­das fi­ca­rá com os cus­tos de mão de obra. Ao jor­nal O Es­ta­do de S. Pau­lo, o mi­nis­tro das Ci­da­des, Bru­no Araú­jo, an­te­ci­pou que o or­ça­men­to do pro­gra­ma em 2017 se­rá de R$ 500 mi­lhões. “É me­nos do que o ne­ces­sá­rio, mas es­se va­lor foi de­fi­ni­do le­van­do em con­ta o ajus­te fis­cal. Além dis­so, o pri­mei­ro ano se­rá de ma­tu­ra­ção do pro­je­to, as­sim co­mo 2009 foi o do Mi­nha Ca­sa Mi­nha Vi­da (MCMV)”, afir­mou. O mi­nis­tro tam­bém dis­se que, se fun­ci­o­nar co­mo o es­pe­ra­do, “vai ha­ver uma pres­são pa­ra au­men­tar es­se or­ça­men­to”. Se­gun­do a as­ses­so­ria da pre­fei­tu­ra, o pre­fei­to ACM Ne­to fa­la­rá pa­ra pre­fei­tos de to­do o país so­bre a ex­pe­ri­ên­cia do Mo­rar Me­lhor, lan­ça­do em 2015 e que já be­ne­fi­ci­ou cer­ca de 20 mil fa­mí­li­as em cer­ca de 50 bair­ros. Além de Sal­va­dor, o pro­je­to tam­bém se ba­se­ou em ex­pe­ri­ên­ci­as fei­tas nos go­ver­nos es­ta­du­ais de Goiás e Pa­ra­ná. O go­ver­no es­ti­ma que o Car­tão Re­for­ma po­de be­ne­fi­ci­ar até 3,5 mi­lhões de fa­mí­li­as que es­tão vi­ven­do em imó­veis com “dé­fi­cit de qua­li­da­de” e pos­su­em ren­da men­sal de até R$ 1,8 mil – a mes­ma da fai­xa que aten­de os mais ca­ren­tes no MCMV. Se­gun­do es­tu­do da Fun­da­ção

João Pi­nhei­ro, cer­ca de 850 mil mo­ra­di­as no país têm co­ber­tu­ra ina­de­qua­da e mais de 260 mil não têm nem ba­nhei­ro. O va­lor de até R$ 9 mil é o má­xi­mo que o go­ver­no vai dar pa­ra uma fa­mí­lia, ape­nas pa­ra re­for­mar ca­sas com ris­cos es­tru­tu­rais. O tí­que­te mé­dio de re­for­ma de­ve gi­rar em tor­no de R$ 5 mil e o cré­di­to só po­de­rá ser gas­to com ma­te­ri­ais de cons­tru­ção. O go­ver­no fe­de­ral vai dei­xar li­vre pa­ra que go­ver­nos es­ta­du­ais e pre­fei­tu­ras fa­çam apor­tes nos pro­gra­mas, com o in­tui­to de am­pli­ar o cré­di­to da­do pa­ra a com­pra dos ma­te­ri­ais de cons­tru­ção ou pa­ra ban­car o cus­to da mão de obra - que, se­gun­do es­ti­mam, re­pre­sen­ta 40% da re­for­ma. A se­le­ção das fa­mí­li­as te­rá co­mo um dos pa­râ­me­tros o Ín­di­ce de Me­lho­ria Ha­bi­ta­ci­o­nal (IMH), que me­de o dé­fi­cit ha­bi­ta­ci­o­nal qua­li­ta­ti­vo a par­tir de da­dos do IBGE, con­si­de­ran­do o aden­sa­men­to ex­ces­si­vo, au­sên­cia de ba­nhei­ro, de es­go­ta­men­to e co­ber­tu­ra ina­de­qua­da. Dos re­cur­sos des­ti­na­dos a ca­da mu­ni­cí­pio, até 15% de­ve­rão ser usa­dos pe­la pre­fei­tu­ra pa­ra con­tra­tar a equi­pe téc­ni­ca que se­rá res­pon­sá­vel por ava­li­ar os ti­pos de re­for­mas ne­ces­sá­ri­as.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.