Au­to­ri­da­des fa­lam so­bre re­sul­ta­do das elei­ções

Correio da Bahia - - Mais -

A chan­ce­ler da Ale­ma­nha, An­ge­la Mer­kel, dis­se on­tem que uma vi­tó­ria da can­di­da­ta de­mo­cra­ta Hil­lary Clin­ton à Pre­si­dên­cia dos EUA se­ria um pas­so mai­or pa­ra a igual­da­de de gê­ne­ro en­tre lí­de­res mun­di­ais. Mer­kel afir­mou que ela es­tá es­pe­ran­do o re­sul­ta­do das elei­ções ame­ri­ca­nas “com sus­pen­se”, mas não quis co­men­tar se es­ta­va tor­cen­do por Hil­lary ou por Trump.

Já o mi­nis­tro de Re­la­ções Ex­te­ri­o­res da Ale­ma­nha, Frank-Wal­ter Stein­mei­er, afir­mou que as elei­ções ame­ri­ca­nas dei­xa­ri­am um “di­fí­cil le­ga­do” pa­ra o pró­xi­mo pre­si­den­te por­que apro­fun­dou as di­vi­sões no país. Pa­ra ele, ame­ri­ca­nos e ale­mães es­tão fe­li­zes por es­sas elei­ções “es­ta­rem che­gan­do ao fim”.

O pri­mei­ro-mi­nis­tro ita­li­a­no, Mat­teo Ren­zi, apro­vei­tou pa­ra cum­pri­men­tar Ba­rack Oba­ma, di­zen­do que ele “es­cre­veu uma pá­gi­na per­ma­nen­te da his­tó­ria” sen­do o pri­mei­ro ne­gro a pre­si­dir os EUA, que ins­pi­ra as pró­xi­mas ge­ra­ções.

Na Polô­nia, o mi­nis­tro de Re­la­ções Ex­te­ri­o­res, Wi­told Waszczy­kows­ki, dis­se que o Les­te Eu­ro­peu as­sis­te às elei­ções ame­ri­ca­nas, mas pre­fe­re não di­zer qu­em se­ria um me­lhor pre­si­den­te: Hil­lary ou Trump. Mas dis­se que o pró­xi­mo pre­si­den­te ame­ri­ca­no se­ria jul­ga­do de­pois da es­co­lha de “fi­gu­ras pro­e­mi­nen­tes pa­ra ad­mi­nis­trar a po­lí­ti­ca ex­ter­na e o se­tor mi­li­tar”.

Por sua vez, a mi­nis­tra de Re­la­ções Ex­te­ri­o­res da Ar­gen­ti­na, Su­sa­na Mal­cor­ra, afir­mou que uma vi­tó­ria de Trump po­de­ria aba­lar as re­la­ções en­tre os dois paí­ses. Mal­cor­ra dis­se que o go­ver­no Ma­cri abriu ne­go­ci­a­ções com Washing­ton após anos de re­la­ções es­tre­me­ci­das, o que po­de­ria ser ar­rui­na­do por um even­tu­al go­ver­no Trump.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.