Acor­do pre­vê pri­são só pa­ra em­prei­tei­ro

Correio da Bahia - - Brasil -

DELAÇÃO PREMIADA O acor­do de delação premiada em ne­go­ci­a­ção en­tre a Ode­bre­cht e a Pro­cu­ra­do­ria-Ge­ral da Re­pú­bli­ca (PGR) pre­vê que, de to­dos os exe­cu­ti­vos do gru­po, ape­nas o her­dei­ro e ex-pre­si­den­te da em­pre­sa, Mar­ce­lo Ode­bre­cht, pas­sa­rá um pe­río­do na pri­são. No ca­so dos 53 de­la­to­res em tra­ta­ti­vas com a Ope­ra­ção La­va Ja­to, as pe­nas em re­gi­me fe­cha­do po­de­rão ser cum­pri­das em ca­sa. A pe­na pre­vis­ta pa­ra Mar­ce­lo se­rá de dez anos. Os pri­mei­ros dois anos e meio em re­gi­me fe­cha­do se­rão cum­pri­dos na pri­são - ele es­tá pre­so des­de ju­nho de 2015, sus­pei­to de pa­gar pro­pi­na so­bre con­tra­tos na Pe­tro­bras. No fim de 2017, ele te­rá di­rei­to a pro­gres­sões gra­da­ti­vas: dois anos e meio em re­gi­me fe­cha­do do­mi­ci­li­ar, dois anos e meio no se­mi­a­ber­to e a úl­ti­ma par­te no aber­to. Os pro­cu­ra­do­res da Re­pú­bli­ca que in­te­gram a for­ça-ta­re­fa da La­va Ja­to te­mem a no­va ofen­si­va no Con­gres­so pa­ra “en­ter­rar in­ves­ti­ga­ções” e anis­ti­ar exe­cu­ti­vos de em­pre­sas acu­sa­das de cor­rup­ção, atra­vés de uma pro­pos­ta que mu­da pu­ni­ções oriun­das de acor­dos de le­ni­ên­cia.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.