Le­ga­li­za­ção da ma­co­nha apro­va­da em se­te es­ta­dos ame­ri­ca­nos

Correio da Bahia - - Mundo -

ES­TA­DOS UNI­DOS A po­pu­la­ção de se­te es­ta­dos ame­ri­ca­nos apro­va­ram, an­te­on­tem, a le­ga­li­za­ção da ma­co­nha. Ca­li­fór­nia, Mas­sa­chu­setts e Ne­va­da le­ga­li­za­ram o seu uso re­cre­a­ti­vo, en­quan­to Fló­ri­da, Da­ko­ta do Nor­te, Mon­ta­na e Ar­kan­sas le­ga­li­za­ram seu uso me­di­ci­nal. Mai­ne pas­sa­va por uma apu­ra­ção acir­ra­da e os elei­to­res do Ari­zo­na es­co­lhe­ram pe­lo não. Ago­ra, mais da me­ta­de dos es­ta­dos ame­ri­ca­nos pas­sa a ter leis fa­vo­rá­veis à dro­ga, que con­ti­nua a ser con­si­de­ra­da ile­gal no âm­bi­to fe­de­ral. Em 2012, Co­lo­ra­do e Washing­ton fo­ram os pri­mei­ros a vo­tar sim pe­lo uso re­cre­a­ti­vo pa­ra mai­o­res de 21 anos. “Is­to re­pre­sen­ta uma vi­tó­ria enor­me pa­ra o mo­vi­men­to da re­for­ma da ma­co­nha. Com a li­de­ran­ça da Ca­li­fór­nia, o fim da proi­bi­ção es­tá se apro­xi­man­do ra­pi­da­men­te no país, e até mes­mo no mun­do”, dis­se em co­mu­ni­ca­do Ethan Na­del­mann, di­re­tor-exe­cu­ti­vo da Drug Po­licy Al­li­an­ce, or­ga­ni­za­ção sem fins lu­cra­ti­vos em de­fe­sa do fim da “guer­ra às dro­gas”. A Ca­li­fór­nia é o es­ta­do mais po­pu­lo­so dos EUA, com 38 mi­lhões de ha­bi­tan­tes e on­de o “sim” ven­ceu com 56% dos vo­tos. Os or­ga­ni­za­do­res da cam­pa­nha afir­mam que exis­tem ho­je cer­ca de seis mil pes­so­as pre­sas no es­ta­do por in­fra­ções re­la­ci­o­na­das à ma­co­nha e que ago­ra po­dem pe­dir re­vi­são de su­as pe­nas. Cer­ca de um mi­lhão de ca­li­for­ni­a­nos tam­bém vão po­der pe­dir re­vi­são de su­as fi­chas cri­mi­nais. Em Los An­ge­les, os apoi­a­do­res da cam­pa­nha se reu­ni­ram num sa­lão de um ho­tel com vis­ta pa­ra um ci­ne­ma­to­grá­fi­co jar­dim ja­po­nês, com ban­da de jazz ao vi­vo, co­mi­di­nhas de gra­ça e drin­ques pa­gos.

O cli­ma de vi­tó­ria, no en­tan­to, foi pre­ju­di­ca­do pe­la en­tão imi­nen­te der­ro­ta de Hil­lary Clin­ton, que ven­ceu no es­ta­do com 61% dos vo­tos. “Va­mos ter que lu­tar por mais tem­po e de for­ma mais for­te. Es­tou fe­liz com a Ca­li­fór­nia, mas de­pri­mi­da com Trump”, dis­se a ati­vis­ta ne­gra Dre­am Hamp­ton. Já Pe­ter Le­fe­vre, es­pe­ci­a­lis­ta em cap­ta­ção de re­cur­sos na área de saú­de, pa­re­cia in­di­fe­ren­te com a vi­tó­ria de Trump e até ar­ris­cou um pal­pi­te po­lê­mi­co.

“Trump é im­pre­vi­sí­vel, cla­ro, mas ele já dis­se que é a fa­vor de dei­xar os es­ta­dos se re­gu­la­rem na ques­tão. Acho que ele se­ria mais pro­pen­so a le­ga­li­zar na­ci­o­nal­men­te do que Hil­lary, que tem en­tre seus do­a­do­res em­pre­sas far­ma­cêu­ti­cas”, dis­se Le­fe­vre.

“Na épo­ca da proi­bi­ção do ál­co­ol, foi igual, con­da­do por con­da­do, es­ta­do por es­ta­do, até o go­ver­no re­co­nhe­cer. Com a Ca­li­fór­nia li­de­ran­do, acre­di­to que o fim da proi­bi­ção da ma­co­nha es­tá bem pró­xi­mo”, con­cluiu ele.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.