Tri­co­lo­res so­frem pa­ra com­prar in­gres­so

Correio da Bahia - - Esporte -

pon­tu­a­ção, além do Náu­ti­co, que é o quin­to co­lo­ca­do, com 57 pon­tos. Um triun­fo di­an­te do Lu­ver­den­se da­ria ao ti­me a chan­ce de con­fir­mar o aces­so na ro­da­da se­guin­te, con­tra o Bra­gan­ti­no, dia 19, na Fon­te.

Uma der­ro­ta não ti­ra o Bahia do G4 nes­ta ro­da­da, já que Avaí e Náu­ti­co se en­fren­tam, mas po­de dei­xar o tri­co­lor em si­tu­a­ção de­li­ca­da a de­pen­der dos ri­vais. “O Lu­ver­den­se é uma equi­pe que es­tá fa­zen­do um óti­mo se­gun­do tur­no e é di­fí­cil jo­gar lá. A gen­te res­pei­ta, mas pre­ci­sa­mos dos três pon­tos”, pre­gou o la­te­ral-es­quer­do Moi­sés, que vol­ta ao ti­me de­pois de cum­prir sus­pen­são. Além de­le, Ré­gis tam­bém re­tor­na, en­quan­to Jack­son e Ju­ni­nho são des­fal­ques.

O Lu­ver­den­se é o sex­to me­lhor man­dan­te da Sé­rie B. Em 17 jo­gos, ven­ceu 10, em­pa­tou cin­co e per­deu dois. Além dis­so, a equi­pe tem a quin­ta me­lhor cam­pa­nha do re­tur­no, com apro­vei­ta­men­to de 56%.

DESCANSO

A de­le­ga­ção tri­co­lor em­bar­cou on­tem pa­ra Lu­cas do Rio Ver­de e já dri­blou um obs­tá­cu­lo: o can­sa­ço. Co­mo a vi­a­gem che­ga a du­rar 10 ho­ras em um tra­je­to que in­clui voo com co­ne­xão pa­ra Cui­a­bá e de­pois 332km de ôni­bus, o ti­me vi­a­jou em um avião fre­ta­do, que re­du­ziu o tem­po da vi­a­gem pa­ra cer­ca de 5h. A dis­pu­ta por um lu­gar no jo­go en­tre Bahia e Bra­gan­ti­no, às 16h do dia 19, na Fon­te No­va, se­gue in­ten­sa. A úl­ti­ma par­ci­al de in­gres­sos di­vul­ga­da pe­lo tri­co­lor, às 22h de on­tem, apon­tou que 38.659 bi­lhe­tes fo­ram ven­di­dos.

Quem ten­tou com­prar pe­lo si­te are­na­fon­te­no­va.com.br, so­freu. Com o sis­te­ma fo­ra do ar em vá­ri­os mo­men­tos du­ran­te o dia, mui­ta gen­te não con­se­guiu fi­na­li­zar a com­pra.

Di­an­te da fa­lha, as bi­lhe­te­ri­as da Fon­te No­va fo­ram aber­tas pe­la tar­de e fi­las gran­des se for­ma­ram no lo­cal. Até o fe­cha­men­to des­ta edi­ção, às 22h30, a pro­mes­sa era de que as ven­das pe­lo si­te se­ri­am nor­ma­li­za­das.

A di­re­to­ria do Bahia ne­go­cia com a Are­na pa­ra uti­li­zar o má­xi­mo de es­pa­ço pos­sí­vel no es­tá­dio. Exis­te a pos­si­bi­li­da­de da área da “fer­ra­du­ra”, no Se­tor Sul, ser co­mer­ci­a­li­za­da, as­sim co­mo os lu­ga­res des­ti­na­dos aos vi­si­tan­tes que, nes­se ca­so, pe­la pou­ca pro­cu­ra, po­de­ri­am até ser aco­mo­da­dos em ca­ma­ro­tes.

O Bahia é vi­ce-lí­der da Sé­rie B, com 59 pon­tos. An­tes do Bra­gan­ti­no, o tri­co­lor pe­ga o Lu­ver­den­se, ama­nhã, às 18h30, no es­tá­dio Pas­so das Emas, em Lu­cas do Rio Ver­de.

Tor­ce­do­res tri­co­lo­res for­mam lon­gas fi­las na Fon­te No­va. Jo­go en­tre Bahia e Bra­gan­ti­no só se­rá no dia 19

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.