Can­to de de­sa­ba­fo

Correio da Bahia - - Bahia -

“Acho que o po­vo de San­to Ama­ro não me tem na con­ta de bur­ro nem idi­o­ta. En­tão, de­ve de­du­zir mui­to bem que na­da te­nho a ver com a exo­ne­ra­ção. Es­se ato não pas­sa pe­lo po­der da Se­cre­ta­ria de Cul­tu­ra do Es­ta­do. Tra­ta-se de um acor­do po­lí­ti­co fei­to, an­tes mes­mo de eu to­mar pos­se, pe­lo qual o de­pu­ta­do es­ta­du­al mais vo­ta­do em uma de­ter­mi­na­da ci­da­de in­di­ca­ria o co­or­de­na­dor do es­pa­ço cul­tu­ral des­se mu­ni­cí­pio. Por­tan­to, um acor­do que en­vol­ve a Se­cre­ta­ria de As­sun­tos (Re­la­ções) Ins­ti­tu­ci­o­nais e o de­pu­ta­do es­ta­du­al”, de­sa­ba­fou Jor­ge Por­tu­gal, que dis­se ter si­do in­for­ma­do ape­nas on­tem da de­mis­são. Na car­ta, o se­cre­tá­rio lem­bra que, des­de sua pos­se na pas­ta, sem­pre des­ta­cou o tra­ba­lho de Vir­gí­nia Mon­tei­ro à fren­te do Te­a­tro Do­na Canô, pa­ra ele, o mais bem cuidado dos cen­tros de cul­tu­ra do in­te­ri­or. “In­vo­quei mi­nha con­di­ção de fi­lho da ci­da­de e o co­nhe­ci­men­to que te­nho dos ar­tis­tas lo­cais e das pes­so­as em ge­ral, e da for­te re­a­ção que ad­vi­ria com a exo­ne­ra­ção de Vir­gí­nia. Con­se­gui se­gu­rar a si­tu­a­ção até on­tem (an­te­on­tem), com es­ses ar­gu­men­tos”, com­ple­tou.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.