Mais um, Bro­ca

Correio da Bahia - - Vida - Da­ni­e­la.le­o­ne@re­de­bahia.com.br

O tor­ce­dor tri­co­lor já es­tá pen­san­do na pró­xi­ma ro­da­da. Pro­va dis­so é que os in­gres­sos pa­ra o jogo con­tra o Bra­gan­ti­no, sá­ba­do que vem, na Fon­te No­va, es­tão es­go­ta­dos des­de on­tem. Só que pra festa em ca­sa ficar bo­ni­ta mes­mo, o Bahia precisa passar pe­lo Lu­ver­den­se, ho­je, às 18h30, no es­tá­dio Pas­so das Emas, em Lu­cas do Rio Ver­de, no Ma­to Gros­so, pe­la 36ª ro­da­da da Sé­rie B.

Ven­cer a equi­pe ma­to-gros­sen­se é fun­da­men­tal pa­ra ter a chan­ce de co­me­mo­rar o aces­so à Sé­rie A di­an­te do Bra­gan­ti­no, com uma ro­da­da de an­te­ce­dên­cia. “Se con­se­guir­mos um re­sul­ta­do po­si­ti­vo em Lu­cas do Rio Ver­de, a gen­te co­lo­ca um pe­zi­nho na Sé­rie A”, pro­je­ta o za­guei­ro Ti­a­go. Com 59 pon­tos, o tri­co­lor é vi­ce-lí­der da com­pe­ti­ção - o lí­der Atlé­ti­co Goi­a­ni­en­se, ad­ver­sá­rio tri­co­lor na úl­ti­ma ro­da­da, já ga­ran­tiu o aces­so e ho­je só precisa ga­nhar do Tu­pi em ca­sa pa­ra con­quis­tar o tí­tu­lo.

O Bahia vi­ve sua melhor fa­se no cam­pe­o­na­to. Es­tá in­vic­to há seis ro­da­das, com cin­co vi­tó­ri­as e um em­pa­te no pe­río­do. A úl­ti­ma der­ro­ta acon­te­ceu há mais de um mês, pa­ra o Lon­dri­na, por 1x0, dia 4 de ou­tu­bro, no es­tá­dio do Ca­fé, pe­la 29ª ro­da­da. Além dis­so, o ti­me co­man­da­do por Gu­to Ferreira vem de três triun­fos con­se­cu­ti­vos, con­tra Ce­a­rá, por 3x1, Vi­la No­va e Sam­paio Cor­rêa, am­bos por 1x0.

Ape­sar da boa cam­pa­nha tri­co­lor, o téc­ni­co Gu­to Ferreira pre­vê jogo du­ro com o Lu­ver­den­se. “É um jogo di­fi­cí­li­mo. A gen­te tem vis­to que equi­pes que te­o­ri­ca­men­te es­tão fo­ra da luta não es­tão se en­tre­gan­do, in­clu­si­ve es­tão dan­do a vi­da con­tra o Bahia, e te­nho cer­te­za que com o Lu­ver­den­se não vai ser di­fe­ren­te”, avi­sa.

100% EM CA­SA NO RETURNO

O Lu­ver­den­se é o 9º co­lo­ca­do, com 51 pon­tos, oi­to a me­nos que Bahia, Vasco e Avaí, se­gun­do, ter­cei­ro e quar­to co­lo­ca­dos da com­pe­ti­ção, res­pec­ti­va­men­te. Com ape­nas no­ve pon­tos em dis­pu­ta, as chan­ces são mui­to re­mo­tas, mas ma­te­ma­ti­ca­men­te a equi­pe de Lu­cas do Rio Ver­de ain­da tem pos­si­bi­li­da­de de aces­so: 0,068% pa­ra ser mais pre­ci­so, de acor­do com os ma­te­má­ti­cos da Uni­ver­si­da­de Fe­de­ral de Minas Ge­rais (UFMG).

Es­sa “so­bre­vi­da” se de­ve, por si­nal, aos 100% de apro­vei­ta­men­to que o ti­me tem co­mo man­dan­te no se­gun­do tur­no. O Lu­ver­den­se ven­ceu as se­te par­ti­das que dis­pu­tou no es­tá­dio Pas­so das Emas du­ran­te o returno. Cri­ciú­ma, Náu­ti­co, Pa­ra­ná, Tu­pi, Bra­sil, Pay­san­du e Bra­gan­ti­no fo­ram as ví­ti­mas.

Pa­ra que­brar a in­ven­ci­bi­li­da­de do ad­ver­sá­rio, o Bahia tam­bém precisa der­ru­bar um ou­tro ta­bu. O tri­co­lor nun­ca ven­ceu a equi­pe ma­to-gros­sen­se fo­ra de Sal­va­dor. Per­deu uma (2x0), em 2013, e em­pa­tou as ou­tras du­as (0x0 e 2x2), em 2015, nas três par­ti­das que dis­pu­tou no es­tá­dio Pas­so das Emas.

Não pas­sa na ca­be­ça do elen­co, mas, mes­mo em ca­so de der­ro­ta pa­ra o Lu­ver­den­se, o Bahia não sai do G4 ao fim des­ta ro­da­da. Is­so por­que Avaí e Náu­ti­co se en­fren­tam em

Her­na­ne vol­tou a mar­car e é es­pe­ran­ça de gols no Ma­to Gros­so

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.