ELEI­ÇÕES

Correio da Bahia - - Esporte - Moy­ses.su­zart@re­de­bahia.com.br

Se qual­quer tor­ce­dor passar pe­lo za­guei­ro Hen­ri­que, di­fi­cil­men­te sa­be­rá quem é. E vai con­ti­nu­ar sem sa­ber. O de­fen­sor con­tra­ta­do em agos­to se­quer foi apre­sen­ta­do pe­lo clu­be, não sen­tou no ban­co de re­ser­va, tam­pou­co jo­gou. No má­xi­mo, Hen­ri­que ves­tiu a ca­mi­sa de trei­no do Leão. On­tem, o atle­ta, 33 anos, pe­diu seu des­li­ga­men­to do clu­be, pron­ta­men­te acei­to pe­la di­re­to­ria ru­bro-ne­gra.

An­tes de che­gar ao Bar­ra­dão, Hen­ri­que já es­ta­va oci­o­so. Seu clu­be an­te­ri­or foi o Flu­mi­nen­se, on­de ha­via jo­ga­do pe­la úl­ti­ma vez em se­tem­bro de 2015. Mes­mo com es­ta pis­ta, o Vitória con­fi­ou no atle­ta, que foi apro­va­do pe­lo de­par­ta­men­to mé­di­co e as­si­nou contrato até de­zem­bro des­te ano. Além do Flu­mi­nen­se, Hen­ri­que tam­bém atu­ou no Fla­men­go e Bor­de­aux, da Fran­ça. Em to­dos os clu­bes, o atle­ta te­ve di­fi­cul­da­de por con­ta de lesões. Não foi di­fe­ren­te no Vitória.

O lo­cal em que mais o za­guei­ro fre­quen­tou no Bar­ra­dão foi a sa­la dos mé­di­cos. No Vitória, Carlos Hen­ri­que dos San­tos Sou­za ma­chu­cou o tor­no­ze­lo an­tes de es­tre­ar e só se re­cu­pe­rou em ou­tu­bro, quan­do fi­nal­men­te con­se­guiu re­to­mar o ritmo de trei­no. Ele es­ta­va tra­ba­lhan­do nor­mal­men­te, mas já não era tão lem­bra­do pe­la co­mis­são téc­ni­ca. No elen­co, o Vitória ain­da con­ta com Vic­tor Ra­mos, Ka­nu e Ra­mon, que di­vi­dem as du­as va­gas na defesa ru­bro-ne­gra. Cor­ren­do por fo­ra, Jo­sué e Vi­ní­cius. Ah, tem tam­bém Gui­lher­me Mat­tis, que vi­ve dra­ma se­me­lhan­te ao ex-co­le­ga Hen­ri­que.

Gui­lher­me Mat­tis foi uma das pe­ças cha­ves no aces­so à Sé­rie A, no ano pas­sa­do. Po­rém, 2016 tam­bém não co­me­çou bem. Seu úni­co jogo foi em ja­nei­ro, pe­lo Bai­a­não. De­pois, vá­ri­as lesões fi­ze­ram o jo­ga­dor ficar fo­ra do res­tan­te da tem­po­ra­da. Atu­al­men­te, ele foi li­be­ra­do pe­los mé­di­cos e trei­na nor­mal­men­te. O vín­cu­lo de Mat­tis ter­mi­na em de­zem­bro e ele não de­ve ter seu contrato re­no­va­do.

VA­ZIO

Pa­ra ale­gria dos mé­di­cos, es­ta re­ta fi­nal de cam­pe­o­na­to não tem nin­guém ma­chu­ca­do. No de­par­ta­men­to mé­di­co do clu­be, ape­nas al­guns jo­ga­do­res da ba­se es­tão em tra­ta­men­to. Do pro­fis­si­o­nal, nin­guém.

Com o ti­me to­do li­be­ra­do, o téc­ni­co Ar­gel Fucks ain­da não de­fi­niu quem jo­ga di­an­te do San­tos, pró­xi­ma quin­ta, fo­ra de ca­sa. On­tem foi dia de trei­no fe­cha­do no Bar­ra­dão. Pen­san­do em sur­pre­en­der o vi­ce-lí­der do Bra­si­lei­rão, o trei­na­dor ru­bro-ne­gro fo­cou no tra­ba­lho ofen­si­vo. A dú­vi­da po­de es­tar no meio-cam­po. Flá­vio, ti­tu­lar con­tra o Atlé­ti­co-PR, não de­ve per­ma­ne­cer. Da­vid po­de as­su­mir. Ivã de Al­mei­da se­rá can­di­da­to pe­la cha­pa Vitória do Tor­ce­dor

A cha­pa Vitória do Tor­ce­dor, uma das qua­tro que anun­ci­a­ram a pré-can­di­da­tu­ra pa­ra as elei­ções ru­bro-ne­gras, con­fir­mou ofi­ci­al­men­te o no­me de Ivã de Al­mei­da co­mo re­pre­sen­tan­te do gru­po pa­ra con­cor­rer à pre­si­dên­cia do clu­be, em de­zem­bro. O ex-ve­re­a­dor Age­nor Gor­di­lho é o can­di­da­to a vi­ce da cha­pa, que tem o apoio dos ex-pre­si­den­tes Ade­mar Le­mos e Jor­gi­nho Sam­paio, além do ex-di­re­tor Sin­val Vi­ei­ra. “É a de­ci­são mais difícil da mi­nha vi­da: ser pre­si­den­te do Vitória. A res­pon­sa­bi­li­da­de é mui­to gran­de, mas me sin­to bas­tan­te pre­pa­ra­do”, dis­se Ivã.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.