Avi­so ami­go

Correio da Bahia - - Mais -

Só o tem­po di­rá quan­to cus­tou a Hil­lary Clin­ton a ideia de tra­tar as­sun­tos ofi­ci­ais num en­de­re­ço ele­trô­ni­co par­ti­cu­lar.

Es­se ti­po de pro­mis­cui­da­de é um há­bi­to dis­se­mi­na­do na ad­mi­nis­tra­ção bra­si­lei­ra.

Dis­so re­sul­ta que mes­mo co­mu­ni­ca­ções ino­cen­tes trans­for­mam-se em con­ver­sas in­cri­mi­na­do­ras ao se­rem ar­qui­va­das por em­prei­tei­ros ami­gos. Se is­so fos­se pou­co, per­dem-se re­gis­tros va­li­o­sos pa­ra a His­tó­ria.

Pou­co cus­ta­ria a Mi­chel Temer co­lo­car or­dem nes­sa ba­gun­ça. Bas­ta um ato re­gu­la­men­tan­do as co­mu­ni­ca­ções ele­trô­ni­cas e es­ta­be­le­cen­do as pe­nas pa­ra quem des­cum­prir as nor­mas. É das pou­cas coi­sas que po­de fa­zer sem com­pro­me­ter di­nhei­ro pú­bli­co. Nor­mal­men­te is­so po­de­ria ser fei­to por meio da Ca­sa Ci­vil, mas se­ria ne­ces­sá­rio avi­sar ao mi­nis­tro Eli­seu

Pa­di­lha pa­ra não tra­tar de as­sun­tos pú­bli­cos (mes­mo ba­nais) no seu en­de­re­ço ele­trô­ni­co par­ti­cu­lar.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.