Ope­ra­ção La­va Ja­to de­ve do­brar de ta­ma­nho, ga­ran­te jor­nal

Correio da Bahia - - Brasil -

IN­VES­TI­GA­ÇÃO A de­la­ção pre­mi­a­da de exe­cu­ti­vos da Ode­bre­cht vai mais que do­brar o ta­ma­nho da Ope­ra­ção La­va Ja­to, con­si­de­ran­do-se o nú­me­ro de inqué­ri­tos, agen­tes e em­pre­sas sob sus­pei­ta, além de va­lo­res des­vi­a­dos, in­for­mou on­tem o jor­nal O Es­ta­do de S.Paulo. “Em 2 anos e 8 me­ses de in­ves­ti­ga­ções, fo­ram 250 de­nun­ci­a­dos em 54 ações pe­nais, dos quais 82 já con­de­na­dos a mais de mil anos de pri­são, e R$ 6,4 bi­lhões de pro­pi­na iden­ti­fi­ca­dos no es­que­ma de for­ma­ção de car­tel, des­vi­os e cor­rup­ção na Pe­tro­bras”, re­ve­la o jor­nal. Obras de ae­ro­por­tos, ro­do­vi­as, me­trôs, usi­nas de ener­gia, es­tá­di­os da Co­pa, con­tra­tos nos se­to­res pe­troquí­mi­co, de sa­ne­a­men­to, de de­fe­sa, ne­gó­ci­os com fun­dos de pen­são e ope­ra­ções com o Ban­co Na­ci­o­nal de De­sen­vol­vi­men­to Econô­mi­co e So­ci­al (BNDES) vão dar no­va di­men­são ao es­cân­da­lo da Pe­tro­bras, ava­li­am pro­fis­si­o­nais com aces­so às ne­go­ci­a­ções. Con­tra­tos da Pe­tro­bras em áre­as que ain­da não fo­ram al­vo ou não ti­ve­ram apro­fun­da­men­to nas in­ves­ti­ga­ções, co­mo os de ex­plo­ra­ção e pro­du­ção de pe­tró­leo e gás na­tu­ral, de­vem per­ma­ne­cer nos inqué­ri­tos de Cu­ri­ti­ba, sob a guar­da do juiz fe­de­ral Sér­gio Mo­ro. São to­dos ne­gó­ci­os ci­ta­dos nas tra­ta­ti­vas da de­la­ção da Ode­bre­cht. Ou­tro se­tor im­por­tan­te que en­tra­rá no fo­co de atu­a­ção da La­va Ja­to é o de pe­troquí­mi­ca. Os ne­gó­ci­os da Bras­kem, mai­or em­pre­sa da área na Amé­ri­ca La­ti­na, for­ma­da em so­ci­e­da­de en­tre Ode­bre­cht e Pe­tro­bras, se­rão o cen­tro des­sa no­va fren­te de apu­ra­ção dos in­ves­ti­ga­do­res da ca­pi­tal pa­ra­na­en­se.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.