Ato­la­dos no car­tão

Correio da Bahia - - Mundo -

O car­tão de cré­di­to é o gran­de vi­lão nas fi­nan­ças das fa­mí­li­as bai­a­nas. Pa­ra 87,2% da po­pu­la­ção no es­ta­do, o meio de pa­ga­men­to é o prin­ci­pal res­pon­sá­vel pe­las dí­vi­das, de acor­do com a Pes­qui­sa de En­di­vi­da­men­to e Ina­dim­plên­cia do Con­su­mi­dor (Peic), da Con­fe­de­ra­ção Na­ci­o­nal do Co­mér­cio (CNC) e da Fe­co­mér­cio-BA, ob­ti­da com ex­clu­si­vi­da­de pe­la Fa­rol Econô­mi­co. De­pois do car­tão de cré­di­to, vem o cré­di­to con­sig­na­do (6,6%), o che­que es­pe­ci­al (5,7%) e o fi­nan­ci­a­men­to de car­ro (5,6%). De mo­do ge­ral, o en­di­vi­da­men­to do con­su­mi­dor bai­a­no au­men­tou 3,2% em ou­tu­bro, em re­la­ção ao mes­mo pe­río­do do ano pas­sa­do, che­gan­do a 59,4%. O que ex­pli­ca o au­men­to no en­di­vi­da­men­to são os al­tos ju­ros co­bra­dos pe­lo cré­di­to e o au­men­to do de­sem­pre­go, se­gun­do aná­li­se da Fe­co­mér­cio-BA. Além do en­di­vi­da­men­to, o nú­me­ro de pes­so­as com con­tas em atra­so e sem con­di­ções de pa­gar as dí­vi­das tam­bém au­men­tou na Bahia. De acor­do com a pes­qui­sa, 29,2% de bai­a­nos têm con­tas atra­sa­das e 9,7% re­co­nhe­cem que não po­de­rão pa­gar su­as dí­vi­das. As du­as ca­te­go­ri­as ti­ve­ram um au­men­to de 8,1% e 2,5%, res­pec­ti­va­men­te, em re­la­ção ao ano pas­sa­do, de acor­do com a Peic.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.