Pri­mei­ra chan­ce

Correio da Bahia - - Esporte - Bruno Qu­ei­roz bruno.qu­ei­roz@re­de­bahia.com.br

Por vol­ta das 17h15 de sá­ba­do, no in­ter­va­lo de jo­go en­tre Bahia e Bra­gan­ti­no, na Fon­te No­va, os tri­co­lo­res sa­be­rão se ha­ve­rá pos­si­bi­li­da­de de fes­te­jar o aces­so com uma ro­da­da de an­te­ce­dên­cia. As par­ti­das en­tre Lon­dri­na x Avaí, no Es­tá­dio do Café, e Tu­pi x Náu­ti­co, em Juiz de Fo­ra, co­me­çam uma ho­ra an­tes, às 15h30.

A con­ta é sim­ples. Se ven­cer o Bra­gan­ti­no, o Bahia pre­ci­sa­rá que o Náu­ti­co não ga­nhe os mi­nei­ros pa­ra se ga­ran­tir na Sé­rie A do ano que vem. Se is­so acon­te­cer, não de­pen­de­rá da par­ti­da en­tre Lon­dri­na e Avaí. Até mes­mo um em­pa­te po­de ser su­fi­ci­en­te pa­ra o tri­co­lor, mas aí o Náu­ti­co te­ria que per­der sua par­ti­da e o Lon­dri­na não ven­cer o Avaí.

Au­tor do gol que man­te­ve o tri­co­lor em uma con­di­ção pri­vi­le­gi­a­da a du­as ro­da­das do fim da com­pe­ti­ção, o ata­can­te Edi­gar Ju­nio, vi­ce-ar­ti­lhei­ro do ti­me na Sé­rie B com se­te gols, ga­ran­te que a an­si­e­da­de pe­lo tão es­pe­ra­do mo­men­to es­tá con­tro­la­da.

“Não po­de­mos fi­car an­si­o­sos, te­mos que fo­car no trei­no e es­tar­mos ci­en­tes do que va­mos en­fren­tar, do mo­men­to que es­ta­mos vi­ven­do e é is­so que es­ta­mos bus­can­do des­de o iní­cio da tem­po­ra­da. En­tão va­mos es­tar fo­ca­dos, pa­ra a gen­te po­der che­gar no sá­ba­do

A de­pen­der dos re­sul­ta­dos, tri­co­lor po­de con­fir­mar aces­so no sá­ba­do

e es­tar com­ple­to, ti­nin­do, pra fa­zer uma gran­de par­ti­da”.

Di­an­te de ta­ma­nha emo­ção pro­por­ci­o­na­da aos tor­ce­do­res nos úl­ti­mos dois jo­gos, com um gol de Her­na­ne aos 47 mi­nu­tos do se­gun­do tem­po, que ga­ran­tiu o triun­fo por 1x0 so­bre o Sam­paio Cor­rêa, e do pró­prio Edi­gar na ro­da­da pas­sa­da, que con­se­guiu o em­pa­te por 2x2 com o Lu­ver­den­se, aos 49 do se­gun­do tem­po, a ex­pec­ta­ti­va é de que não se­ja ne­ces­sá­rio tan­to so­fri­men­to.

“Ul­ti­ma­men­te es­tá sen­do com mui­ta emo­ção, mas is­so aí não é de mui­to agra­do não, é me­lhor que se­ja mais tran­qui­lo (ri­sos)... Se for pa­ra ser com emo­ção, a gen­te vai de to­do jei­to, va­mos com nos­sas for­ças pa­ra po­der­mos con­quis­tar es­se ob­je­ti­vo que é mui­to im­por­tan­te As­sun­to re­cor­ren­te a ca­da ano, prin­ci­pal­men­te nas úl­ti­mas ro­da­das dos Cam­pe­o­na­tos Bra­si­lei­ros das Sé­ri­es A e B, a “ma­la bran­ca” es­tá em pau­ta e vem cau­san­do pre­o­cu­pa­ção ao técnico Gi­va­nil­do Oli­vei­ra, do Náu­ti­co, que ain­da bri­ga pe­lo aces­so com o ti­me per­nam­bu­ca­no.

O ad­ver­sá­rio do Tim­bu se­rá o Tu­pi, em Juiz de Fo­ra, equi­pe que já es­tá re­bai­xa­da pa­ra a Sé­rie C e ape­nas cum­prin­do ta­be­la. O ex­pe­ri­en­te trei­na­dor, por­tan­to, acre­di­ta que ha­ve­rá um in­cen­ti­vo fi­nan­cei­ro pa­ra a equi­pe mi­nei­ra e não há co­mo evi­tar is­so.

“Sem­pre tem ma­la e ela vai che­gar. Vai ter ma­la pa­ra to­dos os la­dos ago­ra”, afir­mou. In­de­pen­den­te dos bas­ti­do­res que en­vol­vem a re­ta fi­nal da com­pe­ti­ção, Gi­va­nil­do tam­bém sa­be que pa­ra o Náu­ti­co con­ti­nu­ar so­nhan­do com o aces­so, pre­ci­sa ven­cer os dois pró­xi­mos jo­gos, a co­me­çar pe­lo do pró­xi­mo sá­ba­do.

“Pri­mei­ro te­mos que pas­sar pe­lo Tu­pi. Se não pas­sar, aca­bou tu­do. O Oes­te é só o úl­ti­mo jo­go. Quan­do acon­te­cer, já sa­be­re­mos se vai es­tar re­bai­xa­do ou não. Po­de che­gar e jo­gar sem chan­ce ne­nhu­ma”, dis­se ele, se re­fe­rin­do ao ri­val da última ro­da­da. pra ca­da um e, prin­ci­pal­men­te, pa­ra o clu­be”, des­ta­cou Edi­gar.

REAPRESENTAÇÃO

Com Ju­ni­nho ain­da em tra­ta­men­to de en­tor­ses no jo­e­lho e tor­no­ze­lo, o gru­po se re­a­pre­sen­tou na tar­de de on­tem, no Fa­zen­dão. Pa­ra o jo­go con­tra o Bra­gan­ti­no, Gu­to te­rá os re­tor­nos de Jack­son e Al­la­no.

Edi­gar Ju­nio, com a bo­la, es­pe­ra ga­ran­tir o aces­so já na par­ti­da do pró­xi­mo sá­ba­do, con­tra o Bra­gan­ti­no

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.