Gru­po ex­plo­de cai­xas ele­trô­ni­cos e atra­ves­sa ca­mi­nhão na pis­ta

Correio da Bahia - - Bahia - AMANDA PALMA

CAM­PI­NAS DE PIRAJÁ Cer­ca de dez ho­mens ex­plo­di­ram dois cai­xas ele­trô­ni­cos da Cai­xa Econô­mi­ca Fe­de­ral, em Cam­pi­nas de Pirajá, por vol­ta das 3h30 de on­tem. Ou­tros três cai­xas da agên­cia fi­ca­ram da­ni­fi­ca­dos. An­tes da in­va­são, o gru­po atra­ves­sou um ca­mi­nhão na pis­ta. Com o im­pac­to da ex­plo­são, par­te do te­to da agên­cia caiu, as por­tas de vi­dro fo­ram des­truí­das e até o ar-con­di­ci­o­na­do e o re­fle­tor fo­ram da­ni­fi­ca­dos. A por­ta das lo­jas Ame­ri­ca­nas, que fi­ca em fren­te à agên­cia, tam­bém foi atin­gi­da. Após a ação, o gru­po fu­giu. Não foi di­vul­ga­da a quan­tia le­va­da pe­la qua­dri­lha. No iní­cio da ma­nhã de on­tem, ain­da ha­via mui­tos ca­cos de vi­dro es­pa­lha­dos na cal­ça­da. Po­li­ci­ais fe­de­rais es­ti­ve­ram no lo­cal e vão in­ves­ti­gar o cri­me. Dois veí­cu­los usa­dos na ação fo­ram lo­ca­li­za­dos. Se­gun­do a Cen­tral de Po­lí­cia, um veí­cu­lo es­ta­va na BR-324 e ou­tro, na Fa­zen­da Gran­de do Re­ti­ro. Não fo­ram en­con­tra­dos ex­plo­si­vos nos veí­cu­los, so­men­te res­tos dos cai­xas ele­trô­ni­cos. Um dos car­ros acha­dos é um Agi­le, que foi lo­ca­li­za­do pró­xi­mo à en­tra­da da Ave­ni­da San Mar­tin, na ma­nhã de on­tem. Ain­da du­ran­te a ma­dru­ga­da, ou­tro car­ro já ha­via si­do lo­ca­li­za­do na BR-324. Es­sa é a terceira vez que o ban­co so­fre com a ação de as­sal­tan­tes nes­te ano - a se­gun­da foi há cer­ca de um mês. Um mo­ra­dor, que pre­fe­riu não se iden­ti­fi­car, in­for­mou que ou­viu du­as ex­plo­sões on­tem. Ou­tra mo­ra­do­ra, que tam­bém não deu o no­me, acor­dou as­sus­ta­da com o ba­ru­lho e se lem­bra de ter ou­vi­do qua­tro ex­plo­sões. “Es­tre­me­ceu tu­do e pa­re­cia que a ca­sa es­ta­va cain­do. Só agar­rei meu filho na ho­ra, que acor­dou gri­tan­do. Es­tou com dor de ca­be­ça até ago­ra (na ma­nhã de on­tem)”, dis­se ela. A ca­sa fi­ca na Ave­ni­da Maria Lú­cia, co­la­da com a pa­re­de dos fun­dos da agên­cia. “No mês pas­sa­do, quan­do acon­te­ceu a ou­tra ex­plo­são, a te­le­vi­são caiu da pa­re­de”, con­tou a mo­ra­do­ra. Ela te­me pe­la es­tru­tu­ra da ca­sa. De acor­do com o Sin­di­ca­to dos Ban­cá­ri­os, hou­ve nes­te ano ao me­nos 60 ocor­rên­ci­as em to­do o estado, en­tre ex­plo­sões e ten­ta­ti­vas.

Com o im­pac­to, as por­tas de vi­dro fo­ram des­truí­das e par­te do te­to caiu

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.