Bra­sil li­de­ra ran­king de ju­ros do car­tão na Amé­ri­ca La­ti­na

Correio da Bahia - - Bahia -

PES­QUI­SA No ran­king das mai­o­res ta­xas de ju­ros da Amé­ri­ca La­ti­na, o Bra­sil ga­nha dis­pa­ra­do. Um le­van­ta­men­to fei­to pe­la Pro­tes­te As­so­ci­a­ção Bra­si­lei­ra de De­fe­sa do Con­su­mi­dor - com seis paí­ses vi­zi­nhos mos­tra que a ta­xa co­bra­da no ro­ta­ti­vo do car­tão de cré­di­to é dez ve­zes mai­or no Bra­sil com­pa­ra­do ao se­gun­do co­lo­ca­do, que é o Pe­ru. Lá, os ju­ros mé­di­os co­bra­dos do con­su­mi­dor que en­tra no ro­ta­ti­vo (quan­do o con­su­mi­dor não pa­ga o to­tal da fa­tu­ra) são de 43,7% ao ano, con­tra 436% no Bra­sil. Na Ar­gen­ti­na, on­de a in­fla­ção es­tá na ca­sa de 40% ao ano, os ju­ros co­bra­dos no ro­ta­ti­vo do car­tão de cré­di­to são de, no má­xi­mo, 43,29% ao ano, se­gun­do os da­dos le­van­ta­dos pe­la Pro­tes­te. Já na Ve­ne­zu­e­la, que vi­ve uma in­ten­sa cri­se econô­mi­ca, há li­mi­tes má­xi­mos es­ta­be­le­ci­dos: o ju­ro no car­tão não po­de ul­tra­pas­sar 29% ao ano. “Aqui no Bra­sil é pra­ti­ca­men­te im­pos­sí­vel pa­gar o ro­ta­ti­vo do car­tão. Mes­mo sen­do um cré­di­to pré-apro­va­do, não de­ve­ria ha­ver ta­xas tão abu­si­vas”, afir­ma a eco­no­mis­ta da Pro­tes­te, Renata Pedro, res­pon­sá­vel pe­lo le­van­ta­men­to. Ela con­ta que en­con­trou ta­xas que che­ga­ram a 1.158% ao ano. Nes­se ca­so, cal­cu­la a eco­no­mis­ta, um con­su­mi­dor que ti­ver uma fa­tu­ra de R$ 1 mil e re­sol­ver pa­gar ape­nas o va­lor mí­ni­mo de 15%, no fim de 12 me­ses te­rá uma dí­vi­da de R$ 10 mil. “Não dá pa­ra en­ten­der co­mo po­dem co­brar uma ta­xa tão dis­cre­pan­te (já que a Se­lic, que é a ta­xa bá­si­ca de ju­ros, es­tá em 14% ao ano)”. O le­van­ta­men­to da Pro­tes­te ava­li­ou 181 car­tões de 17 ban­cos ou ope­ra­do­ras. Nos de­mais paí­ses, co­mo há uma re­gu­la­men­ta­ção so­bre a cobrança, as ta­xas dos car­tões es­tão dis­po­ní­veis em si­tes. Em no­ta, a As­so­ci­a­ção Bra­si­lei­ra das Em­pre­sas de Car­tões de Cré­di­to e Ser­vi­ços (Abecs) afir­ma que, no Bra­sil, a mai­o­ria das tran­sa­ções com car­tão de cré­di­to não tem ju­ros, pois os bra­si­lei­ros fi­nan­ci­am su­as compras por meio do par­ce­la­do sem ju­ros. Além dis­so, 85% pa­gam a sua fa­tu­ra em dia e ape­nas um en­tre dez usa o cré­di­to ro­ta­ti­vo. E, quan­do en­tra nes­sa si­tu­a­ção, fi­ca em mé­dia 12 di­as.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.