Bra­sil é 10º do mun­do em pre­ma­tu­ri­da­de

Correio da Bahia - - Brasil -

RAN­KING A pre­ma­tu­ri­da­de foi apon­ta­da co­mo a prin­ci­pal cau­sa de mor­ta­li­da­de in­fan­til até 5 anos de ida­de em to­do o mun­do. No ran­king di­vul­ga­do on­tem pe­la or­ga­ni­za­ção não go­ver­na­men­tal (ONG) Pre­ma­tu­ri­da­de.com, o Bra­sil ocu­pa a 10ª po­si­ção com cer­ca de 300 mil be­bês pre­ma­tu­ros por ano – 11,7% do to­tal de nas­ci­men­tos no país. A mai­o­ria dos ca­sos decorre de ges­ta­ções na ado­les­cên­cia ou tar­di­as, pré-na­tal de­fi­ci­tá­rio e do­en­ças ma­ter­nas. Os nú­me­ros re­ve­lam que, a ca­da 30 se­gun­dos, um be­bê mor­re em con­sequên­cia do par­to an­te­ci­pa­do no Bra­sil. “O nas­ci­men­to pre­ma­tu­ro po­de acar­re­tar se­que­las de saú­de pa­ra os be­bês”, des­ta­cou a ONG. Di­an­te do ce­ná­rio, a Pre­ma­tu­ri­da­de.com. pre­pa­ra ho­je (17) uma sé­rie de ações no Congresso Na­ci­o­nal na ten­ta­ti­va de ins­ti­tuir for­mal­men­te a da­ta co­mo Dia Na­ci­o­nal da Pre­ma­tu­ri­da­de. A pro­pos­ta é cri­ar o No­vem­bro Ro­xo, cam­pa­nha re­co­nhe­ci­da in­ter­na­ci­o­nal­men­te na pre­ven­ção à pre­ma­tu­ri­da­de, mas ain­da sem re­pre­sen­ta­ti­vi­da­de no Bra­sil.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.