OBRAS DO PRO­GRA­MA EM AN­DA­MEN­TO NA CA­PI­TAL

Correio da Bahia - - Mais - THI­A­GO FREI­RE

A se­gun­da fa­se do PAC das Ci­da­des His­tó­ri­cas, ini­ci­a­da em 2013, pre­vê um in­ves­ti­men­to de R$ 1,3 bi­lhão em 44 ci­da­des bra­si­lei­ras. Na Bahia, 40 obras es­tão pre­vis­tas. Des­sas, du­as fo­ram en­tre­gues on­tem e ou­tras qua­tro es­tão na fa­se de cons­tru­ção, to­das na ca­pi­tal.

De acor­do com o co­or­de­na­dor do PAC na Bahia, Má­rio Vi­tor Bas­tos, a pró­xi­ma obra a ser en­tre­gue, no iní­cio do pró­xi­mo ano, é o Me­mo­ri­al do Fron­tis­pí­cio, que vai abri­gar o Mu­seu da Ci­da­de. O edi­fí­cio, ane­xo ao Pla­no In­cli­na­do Gon­çal­ves, es­tá 64% con­cluí­do. Além de­le, há ain­da a res­tau­ra­ção da Ca­te­dral Ba­sí­li­ca, com per­cen­tu­al de con­clu­são de 81%; a Igre­ja do Pas­so, 60%; e os ca­sa­rões vi­zi­nhos à Igre­ja da Con­cei­ção da Praia, 22%. Os da­dos são de ou­tu­bro. “São 23 ações pla­ne­ja­das em Sal­va­dor. En­tão, é al­go que, se bem exe­cu­ta­do, vai mu­dar a re­a­li­da­de do Cen­tro His­tó­ri­co”, afir­ma Bas­tos.

Se­gun­do o co­or­de­na­dor, as obras nas ou­tras ci­da­des bai­a­nas pre­vis­tas no PAC de­vem co­me­çar no pró­xi­mo ano. “Nos­sa ex­pec­ta­ti­va ago­ra é já co­me­çar as obras no in­te­ri­or, em 2017. Es­ta­mos na fa­se pre­li­mi­nar de pro­je­tos”, con­ta Bas­tos, que des­ta­cou a re­cu­pe­ra­ção da or­la do Rio Su­baé e do mer­ca­do e fei­ra de Santo Ama­ro, além da Pra­ça do Mer­ca­do e or­la de Ita­pa­ri­ca. Ma­ra­go­gi­pe tam­bém foi con­tem­pla­da.

O di­re­tor na­ci­o­nal do PAC Ci­da­des His­tó­ri­cas, Rob­son Al­mei­da, res­sal­ta o as­pec­to ur­ba­nís­ti­co das obras, prin­ci­pal­men­te no in­te­ri­or. “Re­cu­pe­ra­ção de pa­trimô­nio não pre­ci­sa ser ape­nas pon­tu­al, em um lo­cal es­pe­cí­fi­co. Ela po­de ser ur­ba­na, em es­pa­ços pú­bli­cos que aten­dam a po­pu­la­ção”.

Já a pre­si­den­te do Iphan, Ká­tia Bo­géa, in­for­mou que o go­ver­no fe­de­ral es­tá ten­tan­do ga­ran­tir re­cur­sos pa­ra o pro­gra­ma. “No or­ça­men­to en­ca­mi­nha­do ao Con­gres­so, o pre­si­den­te (da Re­pú­bli­ca) co­lo­cou R$ 200 mi­lhões pa­ra o Ci­da­des His­tó­ri­cas, o que ga­ran­te que as obras em an­da­men­to não se­rão pa­ra­li­sa­das”, in­for­mou. Me­mo­ri­al do Fron­tis­pí­cio O pré­dio ane­xo ao Pla­no In­cli­na­do Gon­çal­ves se­rá a pró­xi­ma obra a ser en­tre­gue, já no iní­cio de 2017. No úl­ti­mo re­la­tó­rio, de ou­tu­bro, a obra es­ta­va 64% con­cluí­da. O in­ves­ti­men­to é de R$ 8 mi­lhões.

Ca­te­dral Ba­sí­li­ca A Ca­te­dral Ba­sí­li­ca, no Pe­lou­ri­nho, é a que tem mai­or per­cen­tu­al de con­clu­são, 81%. No en­tan­to, vai re­ce­ber um adi­ti­vo no con­tra­to, o que de­ve atra­sar a obra. A pre­vi­são de entrega é no meio do pró­xi­mo ano. Den­tre as obras em exe­cu­ção, é a que tem o va­lor mais al­to, R$ 12,3 mi­lhões.

Igre­ja do Pas­so A obra de res­tau­ra­ção da Igre­ja do San­tís­si­mo Sa­cra­men­to da Rua do Pas­so, tam­bém no Pe­lou­ri­nho, tem per­cen­tu­al de con­clu­são de 60% e cus­tou pou­co mais de R$ 11 mi­lhões. Além da igre­ja, que es­tá ina­ti­va há du­as dé­ca­das, tam­bém se­rá res­tau­ra­da a fa­mo­sa es­ca­da­ria que li­ga a Rua do Pas­so à La­dei­ra do Car­mo.

Ca­sa­rões da Con­cei­ção da Praia A re­cu­pe­ra­ção dos ca­sa­rões vi­zi­nhos à Igre­ja da Con­cei­ção da Praia, no Co­mér­cio, es­tá es­ti­ma­da em R$ 10,4 mi­lhões. É a que tem me­nor per­cen­tu­al de con­clu­são, 22%. Os imó­veis, que per­ten­cem à Ir­man­da­de da Con­cei­ção da Praia, ser­vi­rão co­mo ce­ri­mo­ni­al pa­ra re­a­li­za­ção de even­tos li­ga­dos à igre­ja, vi­san­do a sua sus­ten­ta­bi­li­da­de econô­mi­ca.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.