Vi­vo e for­te

Correio da Bahia - - Esporte - Moy­sés Su­zart moy­ses.su­zart@re­de­bahia.com.br

Fucks acre­di­ta que ti­me cres­ceu no mo­men­to cer­to da com­pe­ti­ção

Sprint fi­nal. Pa­ra o Leão, fal­tam dois jo­gos pa­ra es­ca­par da de­go­la: Co­ri­ti­ba fo­ra, além do Pal­mei­ras, na úl­ti­ma ro­da­da, no Bar­ra­dão. Após a go­le­a­da de on­tem, a con­fi­an­ça cresce no elen­co, prin­ci­pal­men­te no téc­ni­co Ar­gel Fucks, que acre­di­ta na re­den­ção.

“Te­mos um ím­pe­to ofen­si­vo gran­de, equi­pe que jo­ga pa­ra fren­te, uma se­ta apon­ta­da pa­ra o ad­ver­sá­rio. Mes­mo os jo­gos que per­de­mos, cri­a­mos opor­tu­ni­da­des. Nos­sa equi­pe jo­ga pa­ra fren­te, não é de ho­je. Ho­je es­ta­mos com­pac­ta­dos, or­ga­ni­za­dos, me­lho­res fi­si­ca­men­te. A equi­pe es­tá cres­cen­do no mo­men­to cer­to. O co­le­ti­vo es­tá for­te e as in­di­vi­du­a­li­da­des apa­re­cem no mo­men­to cer­to. As coi­sas vão se en­cai­xan­do no mo­men­to cer­to”, dis­se Fucks, so­bre a exi­bi­ção do ti­me on­tem.

Ho­je, a si­tu­a­ção po­de me­lho­rar em ca­so de der­ro­ta do In­ter, di­an­te do Co­rinthi­ans, em São Paulo. “Es­ta­mos vi­vos, não con­quis­ta­mos na­da ain­da. Te­mos du­as ro­da­das, pre­ci­sa­mos de mais uma vi­tó­ria, che­gar aos 45 pon­tos. O mais im­por­tan­te é que saí­mos for­ta­le­ci­dos e es­ta­mos vi­vos”, crê o trei­na­dor.

Ho­je to­do gru­po ganha fol­ga me­re­ci­da. Pa­ra o du­e­lo di­an­te do Co­xa, do­min­go que vem, Fucks não con­ta com Di­e­go Re­nan, sus­pen­so, além de Jo­sé We­li­son, ma­chu­ca­do.

Com mui­ta von­ta­de, Zé Lo­ve dis­pu­ta bo­la com Mar­qui­nhos Pe­dro­so

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.