Eu te­nho um par­ce­la­men­to de ma­lha fi­na na Re­cei­ta Fe­de­ral que pa­go men­sal­men­te no va­lor de R$ 250, apro­xi­ma­da­men­te. Con­si­de­ran­do que es­tas par­ce­las são re­a­jus­ta­das pe­la ta­xa Se­lic, se­ria van­ta­gem eu ten­tar qui­tar es­se dé­bi­to com o meu dé­ci­mo ter­cei­ro?

Correio da Bahia - - Mais -

Os par­ce­la­men­tos de tri­bu­tos, co­mo vo­cê dis­se, são cor­ri­gi­dos pe­la Se­lic, que em te­se é uma ta­xa de ju­ros bai­xa, mas não dei­xa de ser ju­ros. Mes­mo pou­co vo­cê es­tá sen­do one­ra­do e is­so não é bom. Por­tan­to, a me­nos que vo­cê con­si­ga um in­ves­ti­men­to que lhe ofe­re­ça uma re­mu­ne­ra­ção mai­or do que a Se­lic, re­co­men­do que use o 13º sa­lá­rio pa­ra qui­tar a dí­vi­da e pa­rar de pa­gar ju­ros. De­pois que qui­tar, co­me­ce a fa­zer uma re­ser­va com o va­lor da par­ce­la pa­ga an­te­ri­or­men­te.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.