De­la­ções de exe­cu­ti­vos e em­prei­tei­ra de­vem ser fe­cha­das ho­je

Correio da Bahia - - Brasil -

LA­VA JA­TO A ne­go­ci­a­ção da de­la­ção pre­mi­a­da e do acor­do de le­ni­ên­cia da Ode­bre­cht com a Pro­cu­ra­do­ria-Ge­ral da Re­pú­bli­ca no âm­bi­to da La­va Ja­to es­tá a um pas­so de ser con­cluí­da. Ad­vo­ga­dos e pro­cu­ra­do­res en­vol­vi­dos nas tra­ta­ti­vas ten­tam as­si­nar to­da a do­cu­men­ta­ção re­la­ti­va aos acor­dos até ama­nhã, an­tes que o pro­cu­ra­dor-ge­ral, Ro­dri­go Ja­not, em­bar­que em vi­a­gem in­ter­na­ci­o­nal. Ele vai pa­ra a Chi­na, on­de fi­ca até o pró­xi­mo dia 4. Até a con­clu­são des­ta edi­ção, o úl­ti­mo en­tra­ve na me­sa de ne­go­ci­a­ção era o va­lor que se­rá pa­go pe­la empresa aos Es­ta­dos Uni­dos, co­mo multa da le­ni­ên­cia ne­go­ci­a­da en­tre as au­to­ri­da­des ame­ri­ca­nas, o Bra­sil e a Suí­ça. Os EUA pres­si­o­nam por um va­lor mai­or, o que ge­rou um im­pas­se na re­ta fi­nal das ne­go­ci­a­ções. A pre­vi­são é de que a as­si­na­tu­ra da le­ni­ên­cia acon­te­ça nes­ta quin­ta-fei­ra. Na tar­de des­ta quar­ta-fei­ra, Ja­not en­trou pes­so­al­men­te nas ne­go­ci­a­ções pa­ra re­sol­ver a ques­tão. O va­lor da multa a ser pa­ga pe­la empresa já es­ta­va acer­ta­do com a Ode­bre­cht, no pa­ta­mar de apro­xi­ma­da­men­te R$ 6 bi­lhões. Co­mo o di­nhei­ro se­rá re­par­ti­do en­tre os três paí­ses, a exi­gên­cia de mon­tan­te mai­or pe­los ame­ri­ca­nos ge­rou um en­tra­ve na ne­go­ci­a­ção. A ex­pec­ta­ti­va de ad­vo­ga­dos e pro­cu­ra­do­res era de que o em­pe­ci­lho fos­se re­sol­vi­do até o fim da noi­te de ho­je. No ca­so das de­la­ções, as tra­ta­ti­vas fo­ram en­cer­ra­das e res­tam ape­nas as for­ma­li­da­des. A ex­pec­ta­ti­va é que to­dos es­ti­ves­sem si­do as­si­na­dos até a noi­te de on­tem. No to­tal, mais de 70 exe­cu­ti­vos fe­cha­ram acor­do de de­la­ção.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.