Polícia pren­de acu­sa­do de ten­tar ex­tor­quir ho­mem pe­lo What­sapp

Correio da Bahia - - Bahia -

MA­TA DE SÃO JOÃO A Polícia Civil de Ma­ta de São João, na Re­gião Me­tro­po­li­ta­na de Sal­va­dor, pren­deu, em fla­gran­te, na ter­ça-fei­ra, Paulo Jo­sé Ba­tis­ta, 35 anos, o Pau­li­nho, acu­sa­do de ten­tar ex­tor­quir, pe­lo What­sapp, um mo­ra­dor da ci­da­de em R$ 5 mil. Paulo Jo­sé foi pre­so quan­do se pre­pa­ra­va pa­ra le­var mó­veis e uten­sí­li­os da ví­ti­ma co­mo pa­ga­men­to pa­ra um su­pos­to tra­fi­can­te. Se­gun­do o de­le­ga­do Ge­o­van­ni Iram do Nas­ci­men­to, di­re­tor ad­jun­to do De­par­ta­men­to de Polícia Me­tro­po­li­ta­na (De­pom), tu­do co­me­çou há cer­ca de 30 di­as quan­do Paulo Jo­sé co­me­çou a con­ver­sar com a ví­ti­ma pe­lo apli­ca­ti­vo se pas­san­do por uma mu­lher. “Pri­mei­ro, o acu­sa­do apa­re­ceu co­mo uma mu­lher, mui­to bo­ni­ta, sen­su­al, usan­do uma ca­mi­sa ver­me­lha. De­pois que a ví­ti­ma já es­ta­va con­ver­san­do com a su­pos­ta jo­vem, ele se pas­sou por ma­ri­do des­sa jo­vem, di­zen­do que era um tra­fi­can­te de Ma­ta de São João e co­me­çou a exi­gir di­nhei­ro”, con­tou o de­le­ga­do. Ao per­ce­ber que a ví­ti­ma - que tem 50 anos, mas cu­jo no­me não foi di­vul­ga­do - não ti­nha di­nhei­ro, o acu­sa­do se fez pas­sar por um ami­go do tra­fi­can­te e dis­se que le­va­ria os mó­veis da ca­sa co­mo pa­ga­men­to pa­ra evi­tar que o ho­mem ma­tas­se a ví­ti­ma. Ape­sar do me­do das ame­a­ças, a ví­ti­ma, que che­gou a fi­car 15 di­as fo­ra de Ma­ta de São João, pro­cu­rou a de­le­ga­cia. Se con­de­na­do pe­lo cri­me de ex­tor­são, Paulo Jo­sé po­de­rá pe­gar de qua­tro a dez anos de pri­são em re­gi­me fe­cha­do. Após es­se pri­mei­ro ca­so, a polícia já es­tá iden­ti­fi­can­do ou­tras pos­sí­veis ví­ti­mas do sus­pei­to que es­tão em con­ta­to com os po­li­ci­ais.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.