Fe­ri­a­do nos EUA atra­sa acor­do com em­prei­tei­ra

Correio da Bahia - - Brasil -

LE­NI­ÊN­CIA O fe­ri­a­do de Ação de Gra­ças on­tem nos Es­ta­dos Uni­dos im­pe­diu a con­clu­são da ne­go­ci­a­ção do acor­do de le­ni­ên­cia en­tre a Ode­bre­cht, a for­ça-ta­re­fa da La­va Ja­to e as au­to­ri­da­des da Suí­ça e dos Es­ta­dos Uni­dos. O úl­ti­mo en­tra­ve é va­lor que se­rá pa­go pe­la em­pre­sa aos EUA co­mo mul­ta da le­ni­ên­cia ne­go­ci­a­da en­tre as au­to­ri­da­des ame­ri­ca­nas, do Bra­sil e da Suí­ça. Os EUA pres­si­o­nam por um va­lor mai­or, o que ge­rou um im­pas­se na re­ta fi­nal das ne­go­ci­a­ções. Sem a par­ti­ci­pa­ção dos ame­ri­ca­nos, o acor­do não pô­de ser as­si­na­do on­tem, co­mo pre­vis­to, e im­pe­diu o des­fe­cho an­tes da vi­a­gem do pro­cu­ra­dor-ge­ral da Re­pú­bli­ca, Ro­dri­go Ja­not, pa­ra a Chi­na – o em­bar­que es­tá pre­vis­to pa­ra ho­je. Os ad­vo­ga­dos e in­ves­ti­ga­do­res en­vol­vi­dos na ne­go­ci­a­ção ten­ta­vam equa­ci­o­nar o im­pas­se até a tar­de des­ta quin­ta pa­ra evi­tar que Ja­not es­ti­ves­se fo­ra do país quan­do for efe­ti­va­da a as­si­na­tu­ra do acor­do. En­tre­tan­to, as co­me­mo­ra­ções nos Es­ta­dos Uni­dos da da­ta as­so­ci­a­da à tra­di­ção de dar gra­ças a Deus pe­los bons re­sul­ta­dos nas co­lhei­tas vão trans­fe­rir a re­ta fi­nal da ne­go­ci­a­ção pa­ra a pró­xi­ma se­ma­na. Ja­not per­ma­ne­ce na Chi­na até o dia 4 de de­zem­bro. Ape­sar de a fa­se de ne­go­ci­a­ção es­tar pra­ti­ca­men­te con­cluí­da, o ma­te­ri­al ain­da não se­rá en­vi­a­do ao mi­nis­tro Te­o­ri Za­vasc­ki, re­la­tor da La­va Ja­to no Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF). An­tes de en­ca­mi­nhar as de­la­ções pa­ra ho­mo­lo­ga­ção, os pro­cu­ra­do­res pre­ci­sam con­cluir a va­li­da­ção de de­poi­men­tos dos de­la­to­res, o que po­de se es­ten­der até as vés­pe­ras do re­ces­so do Ju­di­ciá­rio, que te­rá iní­cio em 20 de de­zem­bro. É so­men­te após a ho­mo­lo­ga­ção que o ma­te­ri­al po­de ser uti­li­za­do pa­ra em­ba­sar a aber­tu­ra de in­ves­ti­ga­ções e pe­di­dos de me­di­das cau­te­la­res, co­mo bus­cas e pri­sões. En­quan­to a em­pre­sa ten­ta fe­char os acor­dos, o ex-pre­si­den­te da em­prei­tei­ra Mar­ce­lo Ode­bre­cht ar­ro­lou 30 tes­te­mu­nhas pa­ra sua de­fe­sa, in­cluin­do a pre­si­den­te cas­sa­da Dil­ma Rous­seff.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.