‘Las Ma­ri­po­sas’

Correio da Bahia - - Mais -

que o go­ver­no pre­ci­sa in­ter­vir. No car­tão de cré­di­to ain­da é pi­or. Ape­sar de co­bra­rem até 500% de ju­ros ao ano, a anui­da­de dos car­tões de cré­di­to cres­ceu de mo­do ex­po­nen­ci­al e al­guns de­les co­bram mais R$ 400 pe­lo ser­vi­ço. Em su­ma: o bra­si­lei­ro per­ma­ne­ce re­fém dos ban­cos. 25 de no­vem­bro tam­bém é o Dia In­ter­na­ci­o­nal da Não Vi­o­lên­cia Con­tra a Mu­lher. Um dia que não po­de ser es­que­ci­do num país em que, de acor­do com es­tu­do di­vul­ga­do pe­lo Ban­co Mun­di­al, as ví­ti­mas de es­tu­pro são mais nu­me­ro­sas do que as ví­ti­mas de cân­cer ou de aci­den­te, en­tre as mu­lhe­res en­tre 14 e 44 anos.

Qual­quer um que der um go­o­gle vai sa­ber que no dia 25 de no­vem­bro de 1960, as ir­mãs Pá­tria, Mi­ner­va e Ma­ria Te­re­sa, co­nhe­ci­das co­mo “Las Ma­ri­po­sas”, fo­ram bru­tal­men­te as­sas­si­na­das pe­lo di­ta­dor Tru­jil­lo, da Re­pú­bli­ca Do­mi­ni­ca­na. “Las Ma­ri­po­sas” com­ba­ti­am a fe­roz di­ta­du­ra de Tru­jil­lo e, por is­so, fo­ram es­tran­gu­la­das e ti­ve­ram os os­sos que­bra­dos. A As­sem­bleia Ge­ral da Or­ga­ni­za­ção das Na­ções Uni­das ins­ti­tuiu, en­tão, o 25 de no­vem­bro co­mo o Dia In­ter­na­ci­o­nal da Não Vi­o­lên­cia Con­tra a Mu­lher em ho­me­na­gem a “Las Ma­ri­po­sas”.

É co­mo se o mun­do dis­ses­se um ro­tun­do não à vi­o­lên­cia po­lí­ti­ca con­tra a mu­lher, que ain­da per­du­ra pe­lo mun­do afo­ra, e um não mais ro­tun­do ain­da à vi­o­lên­cia pri­va­da e co­ti­di­a­na con­tra a mu­lher que es­tá dis­se­mi­na­da em paí­ses co­mo o Bra­sil.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.