Olá, Edi­sio. É a ho­ra de pen­sar em Ren­da Va­riá­vel? Fa­la-se que o pri­mei­ro pas­so é um fun­do de re­ser­va. Qu­ais se­ri­am os ou­tros?

Correio da Bahia - - Mais -

Olá, Flá­vio. O mo­men­to é pro­pí­cio sim pa­ra in­ves­ti­men­to em ren­da va­riá­vel. O mer­ca­do es­tá se re­cu­pe­ran­do, o País co­me­ça e es­ta­bi­li­zar al­guns in­di­ca­do­res ma­cro­e­conô­mi­cos e is­so re­tor­na a con­fi­an­ça e con­se­quen­te­men­te a re­to­ma­da do cres­ci­men­to. Va­le fi­car aten­to, pon­tu­al­men­te, ao ce­ná­rio das elei­ções ame­ri­ca­nas, pois tem uma in­fluên­cia gran­de nos mer­ca­dos em to­do o mun­do. Pa­ra in­ves­tir em ren­da va­riá­vel vo­cê po­de es­co­lher um fun­do de ações, bem ad­mi­nis­tra­do, é cla­ro, ou fun­dos mul­ti­mer­ca­dos, que ofe­re­cem boa ren­ta­bi­li­da­de. Mas fi­que aten­to ao ris­co, fun­dos com vo­la­ti­li­da­de mai­or que 2 ofe­re­cem mais ris­co, ain­da que os re­tor­nos se­jam me­lho­res. Es­pe­ro ter aju­da­do e bons in­ves­ti­men­tos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.