Go­ver­na­dor do To­can­tins acu­sa­do de ‘la­var’ R$ 200 mi­lhões

Correio da Bahia - - Brasil -

OPE­RA­ÇÃO REI DO GADO O go­ver­na­dor do To­can­tins, Mar­ce­lo Mi­ran­da (PMDB), e o ex-go­ver­na­dor Si­quei­ra Cam­pos (PSDB) fo­ram al­vo de con­du­ção co­er­ci­ti­va - quan­do o in­ves­ti­ga­do é le­va­do pa­ra de­por e li­be­ra­do - no âm­bi­to da Ope­ra­ção Reis do Gado, de­fla­gra­da on­tem pe­la Po­lí­cia Federal. A ope­ra­ção in­ves­ti­ga um es­que­ma que te­ria atu­a­do na ad­mi­nis­tra­ção pú­bli­ca do To­can­tins e la­va­do cer­ca de R$ 200 mi­lhões. De acor­do com a PF, a la­va­gem de ca­pi­tais era re­a­li­za­da por meio da dis­si­mu­la­ção e ocul­ta­ção dos lu­cros ilí­ci­tos no pa­trimô­nio de mem­bros da fa­mí­lia do go­ver­na­dor do es­ta­do. A Se­cre­ta­ria Es­ta­du­al da Co­mu­ni­ca­ção do To­can­tins di­vul­gou no­ta ofi­ci­al di­zen­do que o go­ver­na­dor Mar­ce­lo Mi­ran­da “se apre­sen­tou es­pon­ta­ne­a­men­te à Jus­ti­ça Federal pa­ra pres­tar es­cla­re­ci­men­tos” e “fa­ci­li­tou o li­vre aces­so às de­pen­dên­ci­as da sua re­si­dên­cia e do Pa­lá­cio Ara­guaia, a fim de con­tri­buir com a ação”. A as­ses­so­ria de Si­quei­ra Cam­pos afir­mou que o ex-go­ver­na­dor não é in­ves­ti­ga­do e que pres­tou de­poi­men­to na con­di­ção de tes­te­mu­nha.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.