PIB da Bahia cres­ce 2,3%, mos­tra pes­qui­sa do IBGE

Correio da Bahia - - Economia -

CON­TAS RE­GI­O­NAIS O Pro­du­to In­ter­no Bru­to (PIB) da Bahia cres­ceu 2,3% em 2014 em re­la­ção a 2013, atin­gin­do R$ 223,9 bi­lhões. Os da­dos são do Ins­ti­tu­to Bra­si­lei­ro de Ge­o­gra­fia e da Su­pe­rin­ten­dên­cia de Es­tu­dos Econô­mi­cos e So­ci­ais da Bahia (SEI) e fo­ram di­vul­ga­dos on­tem. É prá­ti­ca do IBGE di­vul­gar os da­dos da cha­ma­da Con­tas Re­gi­o­nais só a ca­da dois anos. Em mar­ço de 2015, o IBGE di­vul­gou que o PIB bra­si­lei­ro cres­ceu 0,1% em 2014 em re­la­ção a 2013. Ape­sar do cres­ci­men­to mai­or que o do Brasil, a eco­no­mia bai­a­na con­ti­nua co­mo a sé­ti­ma mai­or do país, atrás de São Pau­lo, Rio de Ja­nei­ro, Mi­nas Ge­rais, Rio Gran­de do Sul, Pa­ra­ná e San­ta Ca­ta­ri­na. A pes­qui­sa tam­bém in­di­ca que as cin­co mai­o­res eco­no­mi­as es­ta­du­ais do Brasil con­cen­tram 64,9% de to­da a ri­que­za pro­du­zi­da no país. A Bahia es­tá na sé­ti­ma po­si­ção do ran­king dos es­ta­dos mais ri­cos des­de 2011, quan­do per­deu o sex­to lu­gar pa­ra San­ta Ca­ta­ri­na. O Dis­tri­to Federal se­gue co­mo a oi­ta­va re­gião mais ri­ca do Brasil. Em ter­mos de par­ti­ci­pa­ção no PIB na­ci­o­nal, a si­tu­a­ção da Bahia tam­bém per­ma­ne­ceu es­tá­vel em re­la­ção ao ano an­te­ri­or, era de 3,8% em 2015 e foi de 3,9% em 2014. A par­ti­ci­pa­ção de São Pau­lo na eco­no­mia na­ci­o­nal foi de 32,2% em 2014, a mes­ma de 2013. A de San­ta Ca­ta­ri­na su­biu, en­tre 2013 e 2014, de 4,0% pa­ra 4,2%. E a do Dis­tri­to Federal de 3,3% pa­ra 3,4%. Ain­da de acor­do com a pes­qui­sa, o Dis­tri­to Federal é a re­gião com o mai­or PIB Per Ca­pi­ta (PIB di­vi­di­do pe­lo nú­me­ro de ha­bi­tan­tes), al­can­çan­do R$ 69.216,80. Nes­se le­van­ta­men­to, a Bahia apa­re­ce em 21º lu­gar, com R$ 14.803,95. A mé­dia na­ci­o­nal, em 2014, foi de R$ 28.500,24.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.