24h Sus­pei­tos por mor­te de po­li­ci­al do Ba­ta­lhão de Cho­que são pre­sos

Correio da Bahia - - Bahia - GIL SANTOS

APÓS 2 ME­SES Qua­tro ho­mens fo­ram pre­sos por sus­pei­ta de en­vol­vi­men­to no ho­mi­cí­dio do po­li­ci­al militar Jor­ge Ja­nuá­rio da Sil­va Fi­lho, 32 anos. As pri­sões acon­te­ce­ram na ma­dru­ga­da de on­tem. O PM es­ta­va em um bar, na Bo­ca do Rio, quan­do foi sur­pre­en­di­do pe­los ban­di­dos no dia 30 de se­tem­bro des­te ano. Além dos qua­tro ho­mens, a po­lí­cia pren­deu ou­tras qua­tro pes­so­as sus­pei­tas de en­vol­vi­men­to em as­sal­tos na mes­ma re­gião on­de hou­ve o cri­me. O gru­po foi apre­sen­ta­do jun­to, on­tem, no De­par­ta­men­to de Ho­mi­cí­di­os e Pro­te­ção à Pes­soa (DHPP). Se­gun­do a Po­lí­cia Ci­vil, na noi­te do dia 30 de se­tem­bro, o PM Ja­nuá­rio es­ta­va em um bar na Bo­ca do Rio quan­do qua­tro ho­mens che­ga­ram em um car­ro Voya­ge, de cor pre­ta. Des­ce­ram do veí­cu­lo Igor da Sil­va Santos, 20 anos, Mau­rí­cio Go­mes dos Santos, 20, e Ra­fa­el de Je­sus dos Santos. O quar­to ho­mem, Matheus At­ta Magalhães da Sil­va, 19, era o mo­to­ris­ta e permaneceu no veí­cu­lo. “Eles anun­ci­a­ram o as­sal­to e man­da­ram to­das as pes­so­as que es­ta­vam no bar co­lo­ca­rem as mãos na ca­be­ça. Quan­do o po­li­ci­al le­van­tou os bra­ços, eles per­ce­be­ram o vo­lu­me da ar­ma na cin­tu­ra de­le. O PM fez a men­ção de pe­gar a ar­ma e Ra­fa­el ati­rou. A ba­la acer­tou o la­do di­rei­to do tó­rax e, em se­gui­da, os ban­di­dos fu­gi­ram”, con­tou o de­le­ga­do Odair Carneiro, da for­ça-ta­re­fa da Se­cre­ta­ria da Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca (SSP-BA) que in­ves­ti­ga cri­mes en­vol­ven­do po­li­ci­ais. Ain­da se­gun­do o de­le­ga­do, câ­me­ras de se­gu­ran­ça re­gis­tra­ram to­da a ação, e o car­ro usa­do no as­sal­to foi iden­ti­fi­ca­do por dois de­ta­lhes: um fa­rol quei­ma­do e uma man­cha bran­ca so­bre o te­to. A po­lí­cia não re­ve­lou a quem per­ten­cia o veí­cu­lo, mas in­for­mou que ele foi re­cu­pe­ra­do na Ri­bei­ra. Os sus­pei­tos con­fes­sa­ram o cri­me em de­poi­men­to. Matheus é apon­ta­do pe­la po­lí­cia co­mo o lí­der do gru­po. Ele e os ou­tros três sus­pei­tos mo­ram nas re­giões do En­ge­nho Ve­lho da Fe­de­ra­ção e no Va­le da Mu­ri­ço­ca. As pri­sões fo­ram re­a­li­za­das pe­lo Ba­ta­lhão de Cho­que da PM, ins­ti­tui­ção da qual Ja­nuá­rio fa­zia par­te há se­te anos, des­de que en­trou pa­ra a cor­po­ra­ção. À im­pren­sa, du­ran­te a apre­sen­ta­ção, Ra­fa­el dis­se ape­nas que la­men­ta ter ati­ra­do no po­li­ci­al. “Es­tou ar­re­pen­di­do e ago­ra te­nho que pagar pe­lo que eu fiz”, dis­se ele. Além dos en­vol­vi­dos na mor­te do PM, fo­ram pre­sos Rai­mun­do No­na­to Con­cei­ção da Sil­va, 36, Ra­fa­el Sou­za Santos, 18, e os ir­mãos Ma­teus Ro­ber­to Cos­ta Sou­za, 21, e Tiago Cos­ta Sou­za, 18. Eles são sus­pei­tos de in­te­grar a mes­ma qua­dri­lha dos qua­tro en­vol­vi­dos na mor­te do po­li­ci­al e fo­ram pre­sos por es­tar com ar­mas e dro­gas.

Qua­tro são acu­sa­dos pe­la mor­te de PM e ou­tros qua­tro, pre­sos por rou­bo

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.