Ho­mem vi­ve 7 anos me­nos que mu­lher, re­ve­la IBGE

Correio da Bahia - - Brasil -

EX­PEC­TA­TI­VA A es­pe­ran­ça de vi­da ao nas­cer no Bra­sil al­can­çou 75 anos, 5 me­ses e 26 di­as em 2015, au­men­to de 3 me­ses e 14 di­as em re­la­ção ao ano an­te­ri­or, se­gun­do os da­dos do Ins­ti­tu­to Brasileiro de Ge­o­gra­fia e Es­ta­tís­ti­ca (IBGE). Os ho­mens con­se­gui­ram au­men­tar mais a ex­pec­ta­ti­va de vi­da do que as mu­lhe­res, mas ain­da vi­vem se­te anos me­nos do que elas. Pa­ra a po­pu­la­ção mas­cu­li­na, o au­men­to foi de 3 me­ses e 22 di­as: de 71,6 anos em 2014 pa­ra 71,9 anos em 2015. Já pa­ra as mu­lhe­res, o ga­nho foi de 3 me­ses e 4 di­as: de 78,8 anos pa­ra

79,1 anos. Com a me­lho­ra, o Bra­sil avan­çou no ran­king in­ter­na­ci­o­nal de es­pe­ran­ça de vi­da ao nas­cer, su­bin­do da

72ª co­lo­ca­ção em 2010 pa­ra a 62ª po­si­ção em 2015. O le­van­ta­men­to, di­vul­ga­do a ca­da cin­co anos pe­la Or­ga­ni­za­ção das Na­ções Uni­das, in­clui da­dos de 181 paí­ses. O país tam­bém me­lho­rou sua po­si­ção no ran­king in­ter­na­ci­o­nal de mor­ta­li­da­de in­fan­til no pe­río­do, sain­do do 84º pa­ra 80º lu­gar. A ta­xa de mor­ta­li­da­de in­fan­til (en­tre cri­an­ças de até um ano) pas­sou de 14,4 be­bês a ca­da mil nas­ci­dos vi­vos em 2014 pa­ra 13,8 be­bês em 2015. Apesar da me­lho­ra, o Bra­sil ain­da es­tá atrás de paí­ses vi­zi­nhos, co­mo Uru­guai, Ar­gen­ti­na e até Ve­ne­zu­e­la, on­de a ta­xa de mor­ta­li­da­de é de 12,96 óbi­tos a ca­da mil nas­ci­dos vi­vos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.