As­su­miu o ris­co

Correio da Bahia - - Esporte - Ivan Di­as Mar­ques ivan.mar­ques@re­de­bahia.com.br

Aos pou­cos, as lágrimas pe­la tra­gé­dia aé­rea da Cha­pe­co­en­se, que vi­ti­mou 71 pes­so­as e fe­riu ou­tras seis no iní­cio da se­ma­na em Me­del­lín, co­me­çam a dar lu­gar à in­dig­na­ção em re­la­ção à pro­vá­vel ne­gli­gên­cia da em­pre­sa La­mia, do­na do avião que trans­por­ta­va jo­ga­do­res, di­ri­gen­tes, co­mis­são téc­ni­ca e jor­na­lis­tas.

Se a pa­ne se­ca, co­mo é co­nhe­ci­da a fal­ta de com­bus­tí­vel, já pa­re­ce ser in­dis­cu­tí­vel co­mo cau­sa do aci­den­te, aos pou­cos, os mo­ti­vos pa­ra que is­so acon­te­ces­se e as fa­lhas nos pro­ce­di­men­tos da La­mia, que le­va­ram à tra­gé­dia, fi­cam tam­bém mais evi­den­tes com o pas­sar das ho­ras.

On­tem, o jor­nal bo­li­vi­a­no El De­ber apre­sen­tou um do­cu­men­to que re­tra­ta o diá­lo­go en­tre Ce­lia Mo­nas­te­rio, fun­ci­o­ná­ria da agên­cia bo­li­vi­a­na de avi­a­ção da Bo­lí­via (Aa­sa­na), com o des­pa­chan­te Álex Quis­pe, um dos se­te tri­pu­lan­tes mor­to no aci­den­te.

Ne­le, Ce­lia ques­ti­o­na que o pla­no de voo não con­tou com ae­ro­por­to al­ter­na­ti­vo pa­ra pou­so e que a au­to­no­mia do avião (dis­tân­cia má­xi­ma per­cor­ri­da com o tan­que de com­bus­tí­vel cheio) era igual ao ta­ma­nho do tra­je­to en­tre Santa Cruz de La Si­er­ra, de on­de o voo 2933 par­tiu, até Me­del­lín, cer­ca de 3.000 km.

“Is­so não es­tá cer­to. Con­sul­te e mu­de o pla­no de voo”, diz a fun­ci­o­ná­ria. “Não, se­nho­ra Ce­lia, a au­to­no­mia es­tá boa, che­ga­re­mos bem”, ale­ga Quis­pe. “Não por­que (a au­to­no­mia) é igual ao tem­po em ro­ta”, res­pon­de a fun­ci­o­ná­ria. “Nós va­mos fa­zer (a vi­a­gem) em me­nos tem­po, não se pre­o­cu­pe. É as­sim mes­mo”, diz o des­pa­chan­te. Ce­lia, ao ver a tran­qui­li­da­de de Quis­pe, não ques­ti­o­na mais.

Ain­da as­sim, ela pe­diu pa­ra que o pla­no de voo fos­se mu­da­do. Cer­ca de 30 mi­nu­tos de­pois, o tri­pu­lan­te re­tor­nou, mas não mu­dou o pla­no. A fun­ci­o­ná­ria, no en­tan­to, não pos­suía au­to­ri­da­de su­fi­ci­en­te pa­ra im­pe­dir o avião de de­co­lar. On­tem, após a divulgação do relatório, Ce­lia foi afas­ta­da de su­as fun­ções e a agên­cia não ha­via se ma­ni­fes­ta­do até o fe­cha­men­to des­ta edi­ção.

Es­te ano, em agos­to, nu­ma ou­tra vi­a­gem en­tre Santa Cruz de La Si­er­ra e Me­del­lín, o Avro RJ-85 da La­mia re­a­li­zou um re­a­bas­te­ci­men­to na ci­da­de de Co­bi­ja, fron­tei­ra da Bo­lí­via com o Bra­sil. No dia do voo da Cha­pe­co­en­se, o ae­ro­por­to es­ta­va fe­cha­do já que não fun­ci­o­na­va no ho­rá­rio em que a ae­ro­na­ve pas­sa­ria por lá. Por ou­tro la­do, a La­mia re­a­li­zou o tra­je­to in­ver­so, de Me­del­lín pa­ra Santa Cruz, três ve­zes es­te ano sem re­a­bas­te­cer.

O vi­ce-pre­si­den­te ju­rí­di­co da Cha­pe­co­en­se, Luiz An­to­nio Pa­la­o­ro, dis­se que só “num se­gun­do mo­men­to” irá pen­sar so­bre as me­di­das ju­di­ci­ais do clube em re­la­ção ao aci­den­te. AME­A­ÇA

Quem veio a pú­bli­co tam­bém on­tem foi a con­tro­la­do­ra de voo que tra­ba­lha­va no mo­men­to em que o avião da Cha­pe­co­en­se se apro­xi­ma­va do ae­ro­por­to Jo­sé Ma­ria Cór­do­va, pró­xi­mo a Me­del­lín. Ya­neth Mo­li­na era quem pas­sa­va ori­en­ta­ções ao pi­lo­to Mi­guel Qui­ro­ga no áu­dio di­vul­ga­do.

“Pos­so afir­mar com ab­so­lu­ta cer­te­za que de mi­nha par­te fiz o hu­ma­na­men­te pos­sí­vel e o tec­ni­ca­men­te obri­ga­tó­rio pa­ra con­ser­var a vi­da des­tes usuá­ri­os de trans­por­te aé­reo. La­men­ta­vel­men­te, meus es­for­ços fo­ram em vão”, es­cre­veu Ya­neth em car­ta des­ti­na­da aos co­le­gas con­tro­la­do­res, se­gun­do a im­pren­sa co­lom­bi­a­na. No do­cu­men­to, ela tam­bém afir­ma que re­ce­beu ame­a­ças de mor­te.

Agên­cia bo­li­vi­a­na ques­ti­o­nou pla­no de voo e em­pre­sa pre­fe­riu se­guir

Fun­ci­o­ná­ria de agên­cia bo­li­vi­a­na ques­ti­o­nou quan­ti­da­de de com­bus­tí­vel em pla­no de voo da ae­ro­na­ve que le­vou a Cha­pe­co­en­se, mas tri­pu­lan­te afir­mou que o avião ‘che­ga­ria bem’

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.