Im­pos­sí­vel pa­rar Na­dal

Correio da Bahia - - Esporte - Giu­li­a­na Man­ci­ni e agên­ci­as

Ra­fa­el Na­dal mos­trou que não é à toa que ele é o mai­or cam­peão de Ro­land Gar­ros. O te­nis­ta es­pa­nhol atro­pe­lou o aus­tría­co Do­mi­nic Thi­em por 3 sets a 0 (com par­ci­ais de 6/4, 6/3 e 6/2) e con­quis­tou seu 11º tí­tu­lo do tor­neio fran­cês.

Pa­ra se ter uma ideia do quão gran­de é a su­pre­ma­cia de Na­dal, o se­gun­do mai­or vi­to­ri­o­so na dis­pu­ta é o su­e­co Björn Borg, com ‘ape­nas’ seis con­quis­tas em Pa­ris. “Im­pos­sí­vel acre­di­tar em tu­do is­so, é mais que um sonho ga­nhar Ro­land Gar­ros pe­la 11ª vez”, co­me­mo­rou o es­pa­nhol.

So­man­do com o no­vo fei­to, já são 17 ta­ças de Grand Slam de Na­dal. Por ou­tro la­do, es­sa foi a pri­mei­ra de­ci­são de Thi­em em um dos qua­tro mai­o­res tor­nei­os do tê­nis. Nos úl­ti­mos dois anos, ele ha­via si­do eli­mi­na­do nas se­mi­fi­nais da com­pe­ti­ção fran­ce­sa.

Lo­go no co­me­ço da par­ti­da, já ha­via si­nais de que a su­pre­ma­cia de Na­dal se­ria man­ti­da. Ao aus­tría­co de 24 anos, fal­tou a fri­e­za ne­ces­sá­ria e, sa­can­do em 4/5, se­quer ga­nhou pon­tos e foi que­bra­do. No se­gun­do set, Thi­em se mos­trou de­se­qui­li­bra­do. Sem re­a­ção, viu o ri­val fe­char em 6/3.

O es­pa­nhol de 32 anos se­guiu absoluto no set der­ra­dei­ro O Bra­sil cum­priu sua mis­são na ter­cei­ra se­ma­na da Li­ga das Na­ções. De­pois de ven­cer Ja­pão, Co­reia e Es­ta­dos Uni­dos em Goi­â­nia, o téc­ni­co Renan Dal Zot­to ti­nha o ob­je­ti­vo de re­pe­tir o fei­to na Rús­sia. Lá, der­ro­tou o ti­me da ca­sa (por3a1)eoI­rã(3a2).

As­sim, a se­le­ção bra­si­lei­ra mas­cu­li­na de vôlei só fal­ta­va ba­ter a Chi­na. Deu cer­to: on­tem, le­vou a me­lhor so­bre os asiá­ti­cos por 3 sets a 0, com par­ci­ais 25/20, 25/19 e 27/25. e nem um incô­mo­do no pu­nho es­quer­do, com pe­di­do de aten­di­men­to, o fez di­mi­nuir o rit­mo: fe­chou em 6/2, após 2h42­min de par­ti­da.

Wal­la­ce foi o des­ta­que: mar­cou 21 pon­tos, sen­do 15 de ataque, dois de blo­queio e qua­tro de ace.

Os chi­ne­ses eram os me­nos te­mi­dos en­tre os ad­ver­sá­ri­os da ro­da­da - afi­nal, só têm du­as vi­tó­ri­as no cam­pe­o­na­to. Com o re­sul­ta­do, o Bra­sil di­vi­de a li­de­ran­ça com a Polô­nia. As du­as se­le­ções têm 23 pon­tos, mas os po­lo­ne­ses apre­sen­tam me­lhor sal­do de sets. A Fran­ça es­tá em ter­cei­ro, com 22 pon­tos.

Olhar pa­ra o tro­féu de Ro­land Gar­ros é sinô­ni­mo de ver Ra­fa­el Na­dal; es­pa­nhol tem 11 tí­tu­los no sai­bro fran­cês

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.