Lo­bi­so­mem à bra­si­lei­ra

Correio da Bahia - - Mais - Ro­ber­to Mi­dlej

Ma­nei­ras tran­si­ta en­tre di­ver­sos gê­ne­ros, co­mo dis­se Mar­jo­rie em uma en­tre­vis­ta no pro­gra­ma Al­tas Ho­ras: “Sou apai­xo­na­da por es­se fil­me. Ele é tan­ta coi­sa jun­ta: é uma crí­ti­ca so­ci­al, é ter­ror, drama, comédia. É cheio de me­tá­fo­ras e tem mui­tos sig­ni­fi­ca­dos”.

“A len­da do lo­bi­so­mem tem vá­ri­as si­mi­la­ri­da­des no mun­do to­do. No Bra­sil, ele tem uma in­fluên­cia for­te da mo­ral ca­tó­li­ca. Trans­gres­sões re­li­gi­o­sas po­dem fa­zer com que vo­cê vi­re um lo­bi­so­mem nes­sas his­tó­ri­as: se não for ba­ti­za­do, se co­me­ter in­ces­to, se fi­zer se­xo com um pa­dre... Im­por­ta­va mos­trar es­se mons­tro que tem cons­ci­ên­cia”, ex­pli­ca Ju­li­a­na Ro­jas.

Ju­li­a­na e Mar­co es­tu­da­ram cinema na Uni­ver­si­da­de de São Pau­lo, on­de se co­nhe­ce­ram. Mar­co di­ri­giu o óti­mo sus­pen­se O Si­lên­cio do Céu (2016), que pas­sou ra­pi­da­men­te nos ci­ne­mas e es­tá dis­po­ní­vel na Net­flix. Ju­li­a­na es­cre­veu e di­ri­giu o mu­si­cal Sin­fo­nia da Ne­cró­po­le (2014), que re­ce­beu o Prêmio da Crí­ti­ca em Gra­ma­do. Tra­ba­lhou ain­da co­mo ro­tei­ris­ta das sé­ri­es Su­per­max (Re­de Globo) e 3% - Se­gun­da Tem­po­ra­da (Net­flix).

Uma coin­ci­dên­cia sur­pre­en­den­te: o no­me da cri­an­ça que in­ter­pre­ta o lo­bi­so­mem é Miguel Lo­go, que faz sua es­treia no cinema.

As Boas Ma­nei­ras, fil­me de ter­ror que ven­ceu seis prê­mi­os no Fes­ti­val do Rio

Mar­jo­rie Es­ti­a­no in­ter­pre­ta Ana, que con­tra­ta Cla­ra (Isa­bél Zu­aa) pa­ra ser ba­bá do seu filho que irá nas­cer

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.