IN­FRAES­TRU­TU­RA

Co­ro­nel Do­min­gos So­a­res, Mato Ri­co, Dou­tor Ulys­ses e Gu­a­ra­que­ça­ba amar­gam bai­xos in­di­ca­do­res por fal­ta de in­fraes­tru­tu­ra

Folha de Londrina Domingo - - PRIMEIRA PÁGINA - Cel­so Fe­li­zar­do Re­por­ta­gem Lo­cal

Pa­ra­ná têm qua­tro ci­da­des que ain­da não têm aces­so por as­fal­to; além da pou­ca re­pre­sen­ta­ti­vi­da­de po­lí­ti­ca, mu­ni­cí­pi­os amar­gam bai­xos in­di­ca­do­res so­ci­ais e econô­mi­cos

Quar­ta mai­or economia do País, o Pa­ra­ná con­ser­va um atra­so in­com­pa­tí­vel com os tem­pos atu­ais: qua­tro ci­da­des ain­da não pos­su­em aces­so as­fál­ti­co. Pa­ra se che­gar ou sair de Co­ro­nel Do­min­gos So­a­res (Su­do­es­te), Mato Ri­co (Cen­tro) e Dou­tor Ulys­ses (Re­gião Me­tro­po­li­ta­na de Cu­ri­ti­ba), só en­fren­tan­do mui­ta po­ei­ra, ou bar­ro nos di­as de chu­va. Já em Gu­a­ra­que­ça­ba (Li­to­ral), há a op­ção do bar­co, mas por via ter­res­tre, só cru­zan­do 80 quilô­me­tros de es­tra­da de ter­ra da PR-405.

So­ma­das as po­pu­la­ções dos qua­tro mu­ni­cí­pi­os, são 25 mil ha­bi­tan­tes “iso­la­dos”. O bai­xo nú­me­ro de elei­to­res nes­tas ci­da­des im­pli­ca di­re­ta­men­te na bai­xa re­pre­sen­ta­ti­vi­da­de po­lí­ti­ca, oque as dei­xam ca­da vez mais pa­ra­das no tem­po. A li­ga­ção de 100% das ci­da­des pa­ra­na­en­ses à ma­lha ro­do­viá­ria es- ta­du­al foi uma pro­mes­sa de cam­pa­nha do go­ver­na­dor Be­to Ri­cha. Des­de 2010, ne­nhum dos pro­je­tos saiu do pa­pel.

Ao bra­mais im­pac­tan­teéa li­ga­ção de 47 quilô­me­tros pe­la PR-239 en­tre Mato Ri­co e Pi­tan­ga. Se­gun­do a Se­cre­ta­ria Es­ta­du­al de In­fraes­tru­tu­ra e Lo­gís­ti­ca (Seil), a obra vai de­man­dar in­ves­ti­men­to de R$ 128 mi­lhões. O che­fe de ga­bi­ne­te da Pre­fei­tu­ra de Mato Ri­co, Jo­sé Carlos Zo­can­te, con­ta que apa vi­men­ta­çãoé aguar­da­da há mais de 20 anos .“Du­ran­te o pe­río­do elei­to­ra lo­as­sun­tos em­pre­vol­taà to­na, mas de­pois cai no es­que­ci­men­to”, cri­ti­ca.

Z ocan­te lem­bra que o município su­ge­riu a pa­vi­men­ta­ção de uma es­tra­da municipal, que dá aces­soa Roncador .“Es­se ca­mi­nho é de 22 quilô­me­tros, me­nos da me­ta de­dos 47 quilô­me­tros que­nos li­gam a Pi­tan­ga ”, com­pa­ra. S emu ma­ces­so­as fal­ta­do, os mo­ra­do­res têm de ar­car com o cus­to da pre­ca- ri e da de .“Os ali­men­tos che­gam mais ca­ros, por­que o va­lor do fre­te au­men­ta. Os agri­cul­to­res tam­bém pa­gam mais pa­ra es­co­a­ra sa­fra. Oas­fal toé ele­men­to bá­si­co pa­ra o pro­gres­so de um município. Sem ele, fi­ca di­fí­cil”, lamenta Zo­can­te.

Os 7,5 mil ha­bi­tan­tes de Co­ro­nel Do­min­gos So­a­res vi­vem o mes­mo dra­ma. A vi­a­gem de 26 quilô­me­tros até Pal­mas (Cen­tro-Sul), que le­va cer­ca de 50 mi­nu­tos pe­la PRT-912, po- de­ria ser fei­ta em até me­ta­de do­tem po­se avia fos­se as­fal­ta­da. Se­gun­do a as­ses­so­ria de im­pren­sa da pre­fei­tu­ra, um tre­cho de no­ve quilô­me­tros en­tre Pal­mas e apon­te do Rio Cho­pim foi as­fal­ta­do em 1997. O pro­ble­ma está nos 17 quilô­me­tros res­tan­tes.

Se­gun­do a as­ses­so­ria, em di­as de chu­va for­te, mui­tos veí­cu­los ato­lam no la­ma­çal. A es­tra­da é ro­ta de am­bu­lân­ci­as que le­vam pa­ci­en­tes em es­ta- do gra­ve pa­ra aten­di­men­to de ur­gên­cia em mu­ni­cí­pi­os vi­zi­nhos. Há três anos, a ro­do­via foi es­ta­du­a­li­za­da, como con­di­ção pa­ra ser pa­vi­men­ta­da. Se­gun­do a pre­fei­tu­ra, de lá pa­ra cá, as ma­nu­ten­ções são fei­tas em mé­dia du­as ve­zes por ano. Ou­tra ro­ta de 14 quilô­me­tros li­ga aci da deà PR -459, que­dá aces­soa Pal­mas e Man­gu ei­ri­nha. As dua ses­tra­das não têm pon­tes ou ou­tros aci­den­tes que di­fi­cul­tem as obras. Pa­ra os mo­ra­do­res, a pre­fe­rên­cia é “pe la ques a ir pri­mei­ro ”.

ENTRAVE AM­BI­EN­TAL Se o as­fal­to­pa­re­ce um­so­nho dis­tan­te pa­ra quem já tem o pro­je­to apro­va­do, pa­ra Gu­a­ra­que­ça­ba, a si­tu­a­ção é ain­da mais com­pli­ca­da. O tre­cho de 80 quilô­me­tros da PR-405, en­tre o Dis­tri­to de Ca­ca­tu (An­to­ni­na) e Gu­a­ra­que­ça­ba, atra­ves­sa uma área de pre­ser­va­ção am­bi­en­tal. Pa­ra evi­tar o im­pac­to que uma ro­do­via as­fal­ta­da tra­ria ao lo­cal, es­pe­ci­a­lis­tas es­tu­dam pro­je­tos que pos­sam mi­ni­mi­zar os da­no­sam­bi­en­tais.

De acor­do co­ma Seil, um pro­je­to com estudos flo­res­tais e do­cu­men­ta­ção pa­ra o li­cen­ci­a­men­to am­bi­en­tal foi

or­ça­do em R$ 1,1 mi­lhão. O mes­mo pa­co­te pre­vê a ela­bo­ra­ção de um pro­je­to de en­ge­nha­ria pa­ra o tre­cho no va­lor de R$ 2,8 mi­lhões.

An­der­son Coelho

Es­tra­da en­tre Co­ro­nel Do­min­gos So­a­res e a PR-459, que li­ga a Pal­mas e Man­guei­ri­nha, é uma das du­as op­ções de aces­so ao município

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.