Ho­me­na­gem a Nos­sa Se­nho­ra Apa­re­ci­da

Folha de Londrina - - Opinião -

Quan­do se fala em Nos­sa Se­nho­ra, lo­go pen­sa­mos: mãe do Fi­lho de Deus, a mãe que foi a es­co­lhi­da. Ve­mos em Ma­ria a ver­da­dei­ra pu­re­za, o verdadeiro sen­ti­do de fé. Ela le­va até a Deus nos­sas ora­ções, faz com que nos­so cla­mor che­gue até aos céus, com seu jei­to sim­ples. Do­ce, cal­ma e si­len­ci­o­sa pas­sa a nós, que so­mos seus fi­lhos, uma ver­da­dei­ra paz in­te­ri­or. Um desejo de con­ti­nu­ar bus­can­do a Deus. No mês de ou­tu­bro, de­di­ca­mos a ela. É o mês que con­sa­gra­mos nos­sa vida, nos­sa fa­mí­lia, nos­sos me­dos, nos­sos so­nhos, en­fim,tu­do que so­mos e te­mos. Pa­ra nos pro­te­ger, nos guar­dar, guar­dar nos­sas crianças e nos de­fen­der de tu­do que pos­sa nos acon­te­cer. Ma­ria não nos en­xer­gar co­mo pe­ca­do­res, mas sim co­mo fi­lhos ama­dos e pri­vi­le­gi­a­dos tra­çan­do nos­sos ca­mi­nhos e ali­vi­an­do nos­sas do­res e so­fri­men­tos. E quem an­da com Ma­ria nun­ca se sen­te so­zi­nho, pois sem­pre que cair­mos ela es­ta­rá lá pa­ra nos le­van­tar e fa­zer com que não de­sis­ti­mos de nos­sos so­nhos. Mui­tos fiéis têm tes­te­mu­nhos de gra­ças al­can­ça­das pe­la in­ter­ces­são de Ma­ria, po­rém é atra­vés da fé de cada um. Pa­ra que is­so acon­te­ça, bas­ta so­men­te acre­di­tar­mos sem­pre, porque tu­do acon­te­ce na von­ta­de de Deus pe­la in­ter­ces­são de Ma­ria. Amém.

ANA PATRÍCIA MISAEL PIRES (co­mer­ci­an­te) - Ban­dei­ran­tes

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.