Vale a pe­na ver de no­vo

Folha De S.Paulo - Saopaulo - - datafolha - por Ra­fa­el Ba­la­go O re­pór­ter vi­a­jou a con­vi­te do ho­tel Laghet­to Sti­lo Bar­ra.

Por mais que se acor­de ce­do no Rio, pa­re­ce que sem­pre já ha­ve­rá al­guém ca­mi­nhan­do nas prai­as, na zo­na sul ou na Bar­ra da Ti­ju­ca.

Es­sas re­giões são du­as ver­sões di­fe­ren­tes do Rio. A Bar­ra lem­bra uma ci­da­de ame­ri­ca­na, com ave­ni­das e va­ran­das lar­gas, con­do­mí­ni­os e um cer­to va­zio. É lu­gar para ir de car­ro.

Em Co­pa­ca­ba­na, Ipa­ne­ma e Le­blon, o le­gal é ca­mi­nhar. As ru­as pró­xi­mas são re­ple­tas de gen­te, ár­vo­res e atra­ções. Pes­so­as de sun­ga to­mam su­cos nas lan­cho­ne­tes de es­qui­na, en­quan­to ou­tros, mais ves­ti­dos, be­bem cer­ve­ja em ba­res com me­sas na cal­ça­da.

Cer­ca de 10 km se­pa­ram a zo­na sul da Bar­ra. E quem se dis­põe a per­cor­rê-los pe­la bei­ra-mar en­con­tra exem­plos do tão ci­ta­do le­ga­do olím­pi­co. Um de­les, a ci­clo­via Tim Maia, ins­ta­la­da bem aci­ma do pon­to onde as on­das que­bram nas pe­dras, gera vi­sões im­pres­si­o­nan­tes. Mas par­te de­la caiu no mar em abril de 2016 e até ho­je não foi con­ser­ta­da.

A ci­clo­via tam­bém pas­sa em fren­te ao mor­ro do Vi­di­gal onde, em um do­min­go de ju­lho, car­ros azuis da po­lí­cia blo­que­a­vam a en­tra­da. Na ma­dru­ga­da an­te­ri­or, um guar­da ha­via si­do mor­to ali, em mais uma ce­na da cri­se de se­gu­ran­ça pú­bli­ca, ali­men­ta­da pe­lo co­lap­so das con­tas pú­bli­cas do Es­ta­do.

Ape­sar dos pro­ble­mas, as prai­as se­guem chei­as, com a ener­gia ca­ri­o­ca no ar. E um mer­gu­lho no fim da tar­de bas­ta para lem­brar que o Rio é um lu­gar para onde vale vol­tar.

FESTEJANDO O CALOR NA PRAIA

DE IPA­NE­MA

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.