Vi­nhos da se­ma­na

Folha De S.Paulo - Saopaulo - - Volta & Mesa -

(1) Cros­s­ro­ads Mi­les­to­ne Se­ri­es Sau­vig­non Blanc, R$ 165 (Vi­nho & Pon­to). (2) Val­lon­ta­no Ex­tra Brut Luis H. Za­ni­ni, R$ 99,50 (Mis­tral). (3) Her­mann Bos­sa nº1 Brut, R$ 49,90 (De­can­ter). (4) Hen­ri Le­blanc, R$ 49 (Grand Cru).

* va­lo­res de re­fe­rên­cia

Jan­tei drin­ques

Fui co­nhe­cer a no­va car­ta do Frank Bar. Fi­quei no bal­cão, o me­lhor lu­gar, com pol­tro­na mui­to con­for­tá­vel, uma mão enor­me sus­ten­tan­do vo­cê no ar. De­la po­dia ver a ati­vi­da­de in­ten­sa do pre­pa­ro das be­bi­das, per­gun­tar so­bre o que es­ta­va sen­do fei­to e vi­gi­ar o lobby do ho­tel, “jud­ge pe­o­ple” a ati­vi­da­de se­den­tá­ria mais pro­vei­to­sa do pon­to de vis­ta da di­ver­são, ver gen­te em ati­vi­da­de.

Pe­di um Cla­ri­to, sím­bo­lo da boê­mia por­te­nha, o mar­tí­ni que fa­la lun­far­do, pa­ra de­pois co­mer no res­tau­ran­te. Saí de lá seis drin­ques de­pois, não fui jan­tar na­que­la noi­te e vol­tei em ou­tro dia.

Sou um fã dos des­ti­la­dos, gos­to de uís­que sin­gle malt bem tur­fa­do, co­mo Laph­ro­aig, Ta­lis­ker, Ard­beg. Mas ve­jo va­lor em drin­ques ela­bo­ra­dos, ca­pa­zes de re­ti­rar das be­bi­das ou­tros sa­bo­res e nu­an­ces.

Co­mo es­ta­va no mun­do adul­to, cul­mi­nei o dia com es­sa sé­rie de ex­ce­len­tes co­que­téis (gos­to tan­to des­ta pa­la­vra meio em de­su­so).

Não, não fi­quei doi­dão. Não dei ve­xa­me. Não con­tei mi­nha vi­da pa­ra o bar­ten­der nem cho­rei can­tan­do Do­lo­res Du­ran. To­mei no­tas, di­li­gen­te­men­te, le­gí­veis e en­cer­rei a noi­te ali, apa­guei na ca­ma (com uma gar­ra­fa de água por drin­que, não ti­ve res­sa­ca).

De­pois do Cla­ri­to, meu fa­vo­ri­to foi o Chry­san­te­mum (com uma in­fu­são de ma­cis, a pe­lí­cu­la que re­co­bre a noz-mos­ca­da) e em se­gui­da, o Ma­ve­rick Ne­gro­ni, em que Je­rez Man­za­nil­la con­ver­sa com bit­ters e gim. Ca­da drin­que cus­ta R$ 35.

O bar, des­ne­ces­sá­rio di­zer, é sen­sa­ci­o­nal, con­cen­tra­do no que pre­ci­sa, boa be­bi­da e am­bi­en­te aco­lhe­dor. É sen­tar, be­ber e ver o mun­do pas­sar.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.