CI­DA­DE A PÉ

Folha de S.Paulo - Saopaulo - - #392 Índice -

O mo­nu­men­to per­di­do do par­que Ibi­ra­pu­e­ra

Pres­tes a ser pri­va­ti­za­do, o par­que Ibi­ra­pu­e­ra per­deu, des­de a fun­da­ção, me­ta­de da área ori­gi­nal e tam­bém um pe­da­ci­nho da al­ma, o sím­bo­lo que mar­cou o seu nas­ci­men­to. São Pau­lo co­me­mo­rou o quar­to cen­te­ná­rio em 1954. Fo­ram inú­me­ros os le­ga­dos da fes­ta, en­tre os quais, o prin­ci­pal é a área ver­de mais que­ri­da da ci­da­de.

Já re­co­nhe­ci­do co­mo nos­so mai­or ar­qui­te­to, Os­car Ni­e­meyer foi con­tra­ta­do pa­ra con­ce­ber os pré­di­os e bo­lar sua dis­tri­bui­ção no par­que. Cri­ou tam­bém o sím­bo­lo do ju­bi­leu, que se tor­nou oni­pre­sen­te na­que­les tem­pos: um mo­nu­men­to com a for­ma do em­ble­ma pre­vis­to na plan­ta do lu­gar.

No dia 25 de ja­nei­ro da­que­le ano, qu­an­do o en­tão pre­fei­to Jâ­nio Qu­a­dros inau­gu­rou a área ver­de, a gran­de es­cul­tu­ra es­ta­va ao fun­do, per­to da Oca. As fo­to­gra­fi­as da épo­ca mos­tram a cons­tru­ção. Mas, des­de en­tão, ela su­miu.

A his­tó­ria, in­crí­vel, é re­ve­la­do­ra do efei­to per­ni­ci­o­so do cha­ma­do “jei­ti­nho bra­si­lei­ro”.

Ni­e­meyer pro­je­tou uma for­ma es­pi­ra­la­da, en­ro­lan­do-se em tor­no de um ei­xo in­cli­na­do. Co­mo é fre­quen­te no Bra­sil, as obras atra­sa­ram e, só cer­ca de seis me­ses an­tes da inau­gu­ra­ção, a co­mis­são res­pon­sá­vel se to­cou de con­fec­ci­o­nar o mo­nu­men­to.

O ar­qui­te­to fez o de­se­nho e dei­xou a re­a­li­za­ção téc­ni­ca pa­ra o en­ge­nhei­ro Ze­non Lo­tu­fo. Os cál­cu­los re­ve­la­ram que era im­pos­sí­vel pro­du­zir a for­ma em con­cre­to, com a in­cli­na­ção de­se­ja­da. A so­lu­ção se­ria mol­dá-la em aço, mas já não ha­via tem­po ou di­nhei­ro pa­ra is­so.

As se­ma­nas pas­sa­ram e, às vés­pe­ras do ani­ver­sá­rio da ca­pi­tal, a equi­pe in­cum­bi­da de­ci­diu fa­zer uma gam­bi­ar­ra: um mo­nu­men­to de ges­so, com in­cli­na­ção in­fe­ri­or. Foi es­sa obra ilu­só­ria que or­nou a fes­ta.

Nas se­ma­nas se­guin­tes, as chu­vas tí­pi­cas do ve­rão der­re­te­ram o Mo­nu­men­to ao Quar­to Cen­te­ná­rio, re­ti­ra­do às pres­sas pa­ra re­cu­pe­ra­ção. A pre­fei­tu­ra, sem di­nhei­ro, con­tou com o tem­po pa­ra dei­xar a obra cair no es­que­ci­men­to. E con­se­guiu.

Qu­an­do se fa­la de pri­va­ti­za­ção do Ibi­ra­pu­e­ra, sem­pre ima­gi­no o com­pra­dor do par­que for­ça­do a re­cons­truir o mo­nu­men­to. Se pos­sí­vel an­tes do quin­to cen­te­ná­rio.

Car­taz da fes­ta do quar­to cen­te­ná­rio da ci­da­de, de 1954

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.