Adiu viu a uva

Folha de S.Paulo - Saopaulo - - Volta&mesa -

Já es­cre­vi so­bre a di­fi­cul­da­de para um som­me­li­er acom­pa­nhar com be­bi­das uma re­fei­ção de 12 pra­tos.

Adiu Bas­tos, do Tu­ju, dá conta rin­do da ta­re­fa, sur­pre­en­de com cer­ve­ja artesanal, um xe­rez olo­ro­so no meio de vi­nhos clás­si­cos, ou­tros na­tu­rais... é um co­reó­gra­fo da har­mo­ni­za­ção. Des­ta vez pen­sei que te­ria mais di­fi­cul­da­de, os vi­nhos eram es­co­lha mi­nha, fui pro­var al­gu­mas gar­ra­fas da fa­mí­lia Torres, to­dos da Espanha.

Com a tos­ta­da de milho bran­co e ou­ri­ço, a de­li­ci­o­sa asi­nha de frango recheada com amêi­joa foi o ex­ce­len­te Sons de Pra­des (que su­gi­ro ao lado). Mas não se­ria o Adiu sem sur­pre­en­der: veio o pol­vo com mo­le de fa­va verde e ele já se atre­veu com um tin­to.

Com o peixe do dia (namorado com salsa de ger­ge­lim pre­to e tai­o­ba), ele co­lo­cou um dos mais ra­çu­dos dos vi­nhos, um Pri­o­ra­to, o Pur­ga­to­ri, para acom­pa­nhar. E deu muito cer­to, a gor­du­ra do peixe e o den­so do mo­lho. Não er­rou uma. Os quei­jos, as so­bre­me­sas e os cho­co­la­tes (de alho ne­gro, de sin­gle malt...) com o mos­ca­tel Flo­ra­lis.

E ain­da con­se­guiu al­go que sem­pre re­cu­sei, pro­var mi­nha ar­qui-ini­mi­ga: a uva isa­bel, dos vi­nhos de gar­ra­fão bra­si­lei­ro, com aque­le gos­to me­do­nho. No ca­so, era um vi­nho de­li­ca­do, um ro­sé, fei­to com cui­da­dos de eno­lo­gia fi­na, chamado Casa Ágo­ra.

Tem gos­to de su­co, não é de­sa­gra­dá­vel e não vou men­tir que en­xer­guei as ti­as gos­tan­do de um cá­li­ce com bis­coi­ti­nhos aman­tei­ga­dos.

(2)(Car­re­four)Sons de Pra­des. R$ 191,56 (De­vi­num)(4) Pur­ga­to­ri Pri­o­ra­to. R$ 191,67 (De­vi­num)* Va­lo­res de re­fe­rên­cia

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.