Po­lí­cia, bom­bei­ros e am­bu­lân­ci­as se­rão uni­fi­ca­dos no 190

Es­ta­do e Pre­fei­tu­ra de São Pau­lo pre­pa­ram mu­dan­ças no aci­o­na­men­to dos ser­vi­ços de emer­gên­cia ain­da em 2017

Folha De S.Paulo - - Cotidiano Inclui - RO­GÉ­RIO PAGNAN

Fal­ta de in­te­gra­ção le­va ho­je a du­pli­ci­da­de ou fal­ta de aten­di­men­to a ví­ti­mas por equi­pes do Sa­mu e do Res­ga­te

Os ser­vi­ços de emer­gên­cia —po­lí­cia, bom­bei­ros e am­bu­lân­ci­as— se­rão uni­fi­ca­dos na ci­da­de de São Pau­lo. To­dos es­ses pe­di­dos de so­cor­ro po­de­rão ser fei­tos pe­lo 190, te­le­fo­ne da Po­lí­cia Mi­li­tar.

A de­ci­são foi to­ma­da pe­lo go­ver­no do Es­ta­do e pre­fei­tu­ra e de­ve es­tar to­tal­men­te im­ple­men­ta­da ain­da nes­te ano.

Re­pre­sen­tan­tes das ges­tões Ge­ral­do Alck­min (PSDB) e João Do­ria (PSDB) es­tão fi­na­li­zan­do os de­ta­lhes do fun­ci­o­na­men­to do no­vo sis­te­ma pa­ra assinar um ter­mo de co­o­pe­ra­ção nos pró­xi­mos di­as.

O pro­je­to de in­te­gra­ção foi con­cluí­do nes­te mês por um gru­po de tra­ba­lho cri­a­do em fe­ve­rei­ro. Ele foi com­pos­to por re­pre­sen­tan­tes das se­cre­ta­ri­as es­ta­du­al e mu­ni­ci­pal de Saú­de e da Se­cre­ta­ria de Es­ta­do da Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca.

A uni­fi­ca­ção dos ser­vi­ços de emer­gên­cia vi­sa ini­ci­al­men­te du­as mu­dan­ças.

De um la­do, bus­ca sim­pli­fi­car seu aci­o­na­men­to pe­los mo­ra­do­res —em ge­ral mais ha­bi­tu­a­dos em li­gar ao 190.

De ou­tro, vi­sa oti­mi­zar os ser­vi­ços pa­ra evi­tar, por exem­plo, a du­pli­ci­da­de de aten­di­men­tos por ór­gãos di­fe­ren­tes —e a fal­ta de as­sis­tên­cia em al­guns ca­sos.

Um aci­den­te de trân­si­to, atu­al­men­te, po­de ser aten­di­do tanto pe­lo Sa­mu, li­ga­do à pre­fei­tu­ra, co­mo pe­lo Res­ga­te, li­ga­do ao Es­ta­do. Sem tro­ca de in­for­ma­ções, am­bos po­dem man­dar veí­cu­los pa­ra aten­der um mes­mo fe­ri­do — ou não man­dar ne­nhum.

“Quan­do o Sa­mu apa­re­ceu, o Res­ga­te es­ta­va ha­via 15 anos na rua fa­zen­do aten­di­men­to. Re­al­men­te, fal­tou, na épo­ca em que o Sa­mu foi lan­ça­do, uma con­ver­sa pa­ra in­te­grá-los”, diz Ma­ria Ce­cí­lia Da­mas­ce­no, res­pon­sá­vel pe­lo ser­vi­ço de Res­ga­te, pe­la Se­cre­ta­ria de Es­ta­do da Saú­de.

“En­tão, ho­je, a gen­te tem um sis­te­ma que não con­ver­sa. Com a mu­dan­ça, se­rá co­mo já ocor­re nos EUA e na Eu­ro­pa, em que a pes­soa li­ga pa­ra um só nú­me­ro”, afir­ma.

Se­gun­do da­dos do go­ver­no pau­lis­ta, o Res­ga­te re­a­li­za 400 aten­di­men­tos di­a­ri­a­men­te, dos quais cer­ca de 25% de­les po­de­ri­am ser aten­di­dos pe­lo Sa­mu —con­si­de­ra­dos me­nos gra­ves.

Es­sa si­tu­a­ção for­ça, mui­tas ve­zes, o en­vio de equi­pes de com­ba­te a in­cên­dio pa­ra aten­der ca­sos de saú­de. TRI­A­GEM O mu­ni­cí­pio, por sua vez, tam­bém não con­se­gue aten­der to­dos os cha­ma­dos. Nes­te ano, das mais de 113 mil ocor­rên­ci­as aber­tas pe­lo Sa­mu até 20 de abril, 34% dei­xa­ram de ser aten­di­das.

A ges­tão Do­ria afir­ma que “nem to­dos os cha­ma­dos aber­tos re­que­rem en­vio de am­bu­lân­cia” do Sa­mu. Diz que ocor­rên­ci­as “de pri­o­ri­da­de mais bai­xa são aten­di­das pe­lo mé­di­co re­gu­la­dor, que dá ori­en­ta­ções so­bre os cui­da­dos a se­rem to­ma­dos”.

MA­RIA CE­CÍ­LIA DA­MAS­CE­NO

da Se­cre­ta­ria de Es­ta­do da Saú­de

O pro­je­to con­cluí­do pe­la gru­po de tra­ba­lho pre­vê que to­das as li­ga­ções fei­tas pa­ra o Sa­mu —tanto pe­lo 190 quan­to pe­lo 192— se­jam con­cen­tra­das no cen­tro de aten­di­men­to da PM, que fa­rá uma tri­a­gem pe­la gra­vi­da­de.

Os ca­sos não-emer­gen­ci­ais, co­mo trans­por­te de pa­ci­en­tes de um hos­pi­tal pa­ra o ou­tro, se­rão en­ca­mi­nha­dos pa­ra a cen­tral do Sa­mu, que irá en­vi­ar um veí­cu­lo con­for­me a fi­la de es­pe­ra do ór­gão —já exis­ten­te atu­al­men­te.

Os ca­sos emer­gen­ci­ais se­rão des­pa­cha­dos pe­la cen­tral da PM, co­mo já ocor­re com os cha­ma­dos pa­ra o te­le­fo­ne dos Bom­bei­ros —o 193.

A pre­vi­são é que 60 am­bu­lân­ci­as do Sa­mu —dos 122 veí­cu­los exis­ten­tes— se­jam des­lo­ca­das pa­ra uni­da­des do Cor­po de Bom­bei­ros pa­ra fa­ci­li­tar o en­vio do so­cor­ro.

Ho­je es­sas am­bu­lân­ci­as são dis­tri­buí­das con­for­me a po­pu­la­ção fi­xa de ca­da bair­ro, sem con­si­de­rar a de­man­da flu­tu­an­te ao lon­go do dia.

Elas se­rão le­va­das pa­ra pon­tos es­pe­cí­fi­cos, de acor­do com a “de­man­da por aten­di­men­to pré-hos­pi­ta­lar” e ou­tros cri­té­ri­os ope­ra­ci­o­nais.

Os nú­me­ros 192 e 193 não se­rão de­sa­ti­va­dos por ora, mas di­re­ci­o­na­dos ao 190.

Além da ca­pi­tal pau­lis­ta, se­gun­do o go­ver­no Alck­min, ao me­nos ou­tras du­as ci­da­des (Sorocaba e Ba­ru­e­ri) pos­su­em pro­je­tos se­me­lhan­tes pa­ra in­te­grar o Sa­mu e o Res­ga­te ain­da nes­te ano. APLI­CA­TI­VO O gru­po de tra­ba­lho che­gou a dis­cu­tir, pa­ra ba­ra­te­ar os ser­vi­ços, a pos­si­bi­li­da­de de en­vio pe­lo Sa­mu de car­ros con­tra­ta­dos pe­lo mu­ni­cí­pio —co­mo os de apli­ca­ti­vos de trans­por­te Uber, Ca­bify e 99— pa­ra ca­sos me­nos gra­ves, co­mo re­a­li­za­ção de exames.

Es­sa al­ter­na­ti­va, po­rém, não de­ve­rá ser im­plan­ta­da nes­te mo­men­to, em­bo­ra as dis­cus­sões con­ti­nu­em. Li­ga­do a Qu­em ele aci­o­na Ti­pos de ocor­rên­cia que aten­de Mé­dia de li­ga­ções pa­ra emer­gên­ci­as mé­di­cas re­ce­bi­das por dia Pro­ble­ma: os sis­te­mas do Cor­po de Bom­bei­ros (190 ou 193) e do Sa­mu (192), que fa­zem o mes­mo ser­vi­ço de res­ga­te, não são in­te­gra­dos, en­tão uma pes­soa po­de cha­mar du­as am­bu­lân­ci­as pa­ra a mes­ma ocor­rên­cia CO­MO FI­CA Exis­ti­rá ape­nas um nú­me­ro Ór­gão que aten­de Li­ga­do a Qu­em ele aci­o­na Ti­pos de ocor­rên­cia que aten­de 1981 É cri­a­do o ser­vi­ço 190 da Po­lí­cia Mi­li­tar 1989 É cri­a­do o sis­te­ma de res­ga­te dos bom­bei­ros

“Sa­mu apa­re­ceu, o Res­ga­te es­ta­va ha­via 15 anos fa­zen­do aten­di­men­to. Fal­tou, na épo­ca, uma con­ver­sa pa­ra in­te­grá-los. Ho­je a gen­te tem um sis­te­ma que não con­ver­sa

Adri­a­no Vizoni - 12.set.2014/Folhapress

Cen­tro de Ope­ra­ções da Po­lí­cia Mi­li­tar de São Pau­lo, que é res­pon­sá­vel pe­lo ser­vi­ço 190

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.