Ele­fan­te epi­lép­ti­co

Folha De S.Paulo - - Opinião -

RIO DE JA­NEI­RO - Não es­tou me re­fe­rin­do a Do­nald Trump, ape­sar de sua ma­nia ao tra­tar da po­lí­ti­ca ex­ter­na dos Es­ta­dos Uni­dos. O pro­ble­ma de­le é que po­de afe­tar o mundo in­tei­ro ao ame­a­çar uma re­pre­sá­lia ful­mi­nan­te pa­ra a ques­tão da Co­reia do Nor­te.

Em prin­cí­pio, não creio que ele re­a­li­ze a pro­mes­sa apo­ca­líp­ti­ca de aca­bar com seu even­tu­al ini­mi­go. Mas, co­mo sem­pre acon­te­ce em si­tu­a­ções iguais, um aci­den­te ir­re­le­van­te de fron­tei­ra de um dos la­dos po­de pro­vo­car até mes­mo uma guerra mun­di­al, que aca­ba­rá com a mai­or par­te da po­pu­la­ção da qu­al fa­ze­mos par­te.

Vá­ri­as guer­ras fo­ram co­me­ça­das por aci­den­tes ri­dí­cu­los. Por exem­plo: um sol­da­do ra­so de um dos la­dos co­lo­ca o pé no terreno ad­ver­sá­rio, num pas­so de ape­nas metro e meio. É o bas­tan­te pa­ra mor­re­rem mi­lhões de se­res hu­ma­nos.

Aqui no Bra­sil ain­da não exis­tem con­di­ções pa­ra os ele­fan­tes epi­lé­ti­cos aca­ba­rem com a ci­vi­li­za­ção da qu­al, de uma for­ma ou ou­tra, fa­ze­mos par­te. Te­mos al­guns can­di­da­tos a is­so, que mais ce­do ou mais tar­de fa­rão um es­tra­go mai­or do que a crise po­lí­ti­ca e econô­mi­ca que es­ta­mos vi­ven­do.

Não vou dar exem­plos, mas um ele­fan­te epi­lé­ti­co po­de sur­gir de uma ins­ti­tui­ção co­mo o Se­na­do, a Câ­ma­ra Fe­de­ral, o Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral e até mes­mo um obs­cu­ro jui­za­do de pri­mei­ra ins­tân­cia.

Po­de­mos in­cluir a mí­dia, com o reforço da internet, que re­a­li­za­rá os es­tra­gos de um ele­fan­te epi­lé­ti­co ou ele­trô­ni­co. Ao lon­go dos sé­cu­los, mui­tas he­ca­tom­bes fo­ram pro­vo­ca­das por ele­fan­tes ain­da não epi­lé­ti­cos.

Vi pe­la te­le­vi­são o aper­to de mão cor­di­al en­tre Trump e Pu­tin, dois ho­mens que até en­tão pa­re­ci­am vul­ga­res, in­ca­pa­zes de pro­vo­car um conflito en­tre du­as po­tên­ci­as nu­cle­a­res, que aca­ba­rá com a ci­vi­li­za­ção cons­truí­da em pe­lo me­nos cem sé­cu­los e que for­ma o mundo que ha­bi­ta­mos. MAR­COS LIS­BOA

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.