OAB sus­pen­de o re­gis­tro de ex-pro­cu­ra­dor

Folha De S.Paulo - - Poder - O ex-pro­cu­ra­dor Mar­cel­lo Mil­ler, que dei­xou o Mi­nis­té­rio Pú­bli­co pa­ra in­te­grar es­cri­tó­rio que atu­ou na le­ni­ên­cia da JBS

A Po­lí­cia Fe­de­ral en­con­trou no ce­lu­lar de Wes­ley Ba­tis­ta, pre­si­den­te-exe­cu­ti­vo e só­cio da JBS, men­sa­gens que re­for­çam a atu­a­ção do ex-pro­cu­ra­dor Mar­cel­lo Mil­ler a fa­vor da em­pre­sa qu­an­do ain­da es­ta­va no Mi­nis­té­rio Pú­bli­co.

Um re­la­tó­rio da PF afir­ma ain­da que in­te­gran­tes da PGR (Pro­cu­ra­do­ria-Ge­ral da Re­pú­bli­ca) ti­nham “ci­ên­cia de que Mil­ler es­ta­va atu­an­do de for­ma in­di­re­ta nas ne­go­ci­a­ções da co­la­bo­ra­ção pre­mi­a­da”.

O ex-pro­cu­ra­dor fa­zia par­te de um gru­po de WhatsApp com de­la­to­res da JBS. Ele só se ma­ni­fes­tou no gru­po no dia 4 de abril, seu úl­ti­mo dia de tra­ba­lho no Mi­nis­té­rio Pú­bli­co no Rio.

Ou­tras men­sa­gens mos­tram que ele já ori­en­ta­va o acor­do de de­la­ção des­de mar­ço. A par­ti­ci­pa­ção de Mil­ler nas tra­ta­ti­vas é pivô de uma cri­se que le­vou à sus­pen­são da de­la­ção de Jo­es­ley Ba­tis­ta, ir­mão de Wes­ley, e Ri­car­do Saud, lo­bis­ta do gru­po. Am­bos es­tão pre­sos des­de do­min­go (10).

As con­ver­sas so­bre Mil­ler es­ta­vam no ce­lu­lar de Wes­ley Ba­tis­ta apre­en­di­do du­ran­te a quar­ta fa­se da Ope­ra­ção La­ma As­fál­ti­ca, de­fla­gra­da em maio. Ba­tis­ta foi pre­so nes­ta quar­ta-fei­ra (13).

Em uma das con­ver­sas, a ad­vo­ga­da Fer­nan­da Tór­ti­ma, que atua pa­ra a JBS, diz que os pro­cu­ra­do­res Edu­ar­do Pe­lel­la, che­fe de ga­bi­ne­te do pro­cu­ra­dor-ge­ral, Ro­dri­go Ja­not, e Sér­gio Bru­no, que faz par­te do gru­po de tra­ba­lho da Lava Jato, sa­bi­am de uma vi­a­gem de Mil­ler pa­ra os Es­ta­dos Uni­dos pa­ra tra­tar da le­ni­ên­cia da JBS.

Na única men­sa­gem do ex­pro­cu­ra­dor en­con­tra­da no gru­po, ele ori­en­ta de­la­to­res so­bre o pro­ces­so de co­la­bo­ra­ção no ex­te­ri­or e diz que o sis­te­ma de ne­go­ci­a­ção nos EUA é mais “ex­pe­ri­en­te e mui­to ri­go­ro­so”, com­pa­ra­do ao do Bra­sil. “O jo­go lá é di­fe­ren­te”, com­ple­ta.

Ou­tro diá­lo­go re­ve­la que Mil­ler foi con­vi­da­do a ir pa­ra a reu­nião, em 28 de mar­ço,

FRAN­CIS­CO DE ASSIS E SIL­VA

exe­cu­ti­vo, ad­vo­ga­do e de­la­tor da JBS, em men­sa­gem ao gru­po de WhatsApp em 28 de mar­ço

MARCELO MIL­LER

en­tão pro­cu­ra­dor, no mes­mo gru­po, em 4 de abril

PO­LÍ­CIA FE­DE­RAL

em re­la­tó­rio so­bre a ne­go­ci­a­ção do acor­do de co­la­bo­ra­ção da JBS com PGR em que os em­pre­sá­ri­os as­si­na­ram o ter­mo de con­fi­den­ci­a­li­da­de com a PGR se com­pro­me­ten­do a dar iní­cio às tra­ta­ti­vas da de­la­ção.

“Ama­nhã ele tem ex­pe­di­en­te no atu­al em­pre­go de­le [Mi­nis­té­rio Pú­bli­co] e não po­de, não”, dis­se Fran­cis­co de Assis e Sil­va, exe­cu­ti­vo e ad­vo­ga­do da JBS, tam­bém de­la­tor. Em ou­tra men­sa­gem, po­rém, ele afir­mou: “Es­tou ten­tan­do le­var o Mar­cel­lo ama­nhã”. Não fi­ca cla­ro se o ex­pro­cu­ra­dor es­te­ve ou não pre­sen­te na PGR no dia 28 de mar­ço.

A exo­ne­ra­ção de Mil­ler do Mi­nis­té­rio Pú­bli­co só ocor­reu no dia 5 de abril.

Se­gun­do a PF, as men­sa­gens evi­den­ci­am “a par­ti­ci­pa­ção de Mar­cel­lo Mil­ler co­mo pe­ça fun­da­men­tal no êxi­to do acor­do”.

Pa­ra a po­lí­cia, a JBS co­op­tou um agen­te pú­bli­co pa­ra lo­grar êxi­to em uma de­la­ção que lhes ga­ran­tiu imu­ni­da­de. A po­lí­cia sus­ten­ta que hou­ve no mí­ni­mo a pro­mes­sa de van­ta­gem ilí­ci­ta, apon­tan­do o cri­me de cor­rup­ção pas­si­va e ati­va.

A PF ain­da con­clui que Assis e Sil­va men­tiu em de­poi­men­tos qu­an­do dis­se que Mil­ler não ha­via par­ti­ci­pa­do do acor­do de de­la­ção.

Em uma men­sa­gem pa­ra Jo­es­ley, Wes­ley tra­ta, se­gun­do a po­lí­cia, de pa­ga­men­tos pa­ra o ex-pro­cu­ra­dor, que es­ta­ri­am atre­la­dos ao tra­ba­lho de con­sul­to­ria que vi­nha de­sem­pe­nhan­do —ele fa­la de uma ofer­ta de “ações”.

O re­la­tó­rio, ao qual a Fo­lha te­ve aces­so, faz par­te da in­ves­ti­ga­ção so­bre su­pos­tos cri­mes co­me­ti­dos pe­los ir­mãos Ba­tis­ta, acu­sa­dos de se be­ne­fi­ci­a­rem da com­pra de dó­la­res e com a ven­da de ações da JBS, apro­vei­tan­do-se do im­pac­to no mer­ca­do de seu acor­do de de­la­ção pre­mi­a­da.

“tem ex­pe­di­en­te no atu­al em­pre­go de­le [Mi­nis­té­rio Pú­bli­co] e não po­de, não [ir à reu­nião com a PGR]

OU­TRO LA­DO A PGR afir­ma que “não pro­ce­dem as in­for­ma­ções” e que não tem co­nhe­ci­men­to do re­la­tó­rio da PF.

O ór­gão diz que “se tra­ta de con­ver­sas de ter­cei­ros fa­zen­do su­po­si­ções so­bre a atu­a­ção de in­te­gran­tes do gru­po de tra­ba­lho que au­xi­lia o pro­cu­ra­dor-ge­ral da Re­pú­bli­ca nos pro­ces­sos da Lava Jato pe­ran­te o Su­pre­mo”.

Mil­ler ne­ga ir­re­gu­la­ri­da­des e diz que “a de­fe­sa es­tá es­cla­re­cen­do o sen­ti­do e o con­tex­to a to­das as re­fe­rên­ci­as ao no­me de Mil­ler”. A JBS não quis se pro­nun­ci­ar.

DO UOL

A OAB (Or­dem dos Ad­vo­ga­dos do Bra­sil) con­fir­mou a sus­pen­são do re­gis­tro de ad­vo­ga­do do ex­pro­cu­ra­dor da Re­pú­bli­ca Mar­cel­lo Mil­ler, que foi bra­ço di­rei­to do pro­cu­ra­dor-ge­ral, Ro­dri­go Ja­not.

Ele é sus­pei­to pe­la PGR de atu­ar pa­ra o gru­po J&F, de Jo­es­ley e Wes­ley Ba­tis­ta, en­quan­to era ser­vi­dor.

Sus­pen­são po­de du­rar 90 di­as ou mais, a de­pen­der da con­clu­são do pro­ces­so éti­co ins­tau­ra­do em maio pa­ra apu­rar con­du­ta do ex-pro­cu­ra­dor, que ne­ga im­pro­bi­da­de.

Em no­ta, a as­ses­so­ria de Mil­ler dis­se que a sus­pen­são “es­tá em to­tal de­sa­cor­do com o es­ta­tu­to” da ins­ti­tui­ção, que po­de­ria ocor­rer ape­nas “me­di­an­te ses­são es­pe­ci­al, as­se­gu­ra­do ao ad­vo­ga­do o di­rei­to de ma­ni­fes­ta­ção, o que não ocor­reu”.

[O sis­te­ma de ne­go­ci­a­ção de co­la­bo­ra­ção nos Es­ta­dos Uni­dos é mais] ex­pe­ri­en­te e mui­to ri­go­ro­so. O jo­go lá é di­fe­ren­te [In­te­gran­tes da PGR ti­nham] ci­ên­cia de que Mil­ler es­ta­va atu­an­do de for­ma in­di­re­ta nas ne­go­ci­a­ções da co­la­bo­ra­ção pre­mi­a­da

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.