Go­ver­no quer usar CPI da JBS pa­ra mu­dar lei das de­la­ções

Ba­se de Te­mer pre­ten­de di­re­ci­o­nar co­mis­são pa­ra in­ves­ti­gar atu­a­ção da PGR

Folha De S.Paulo - - Poder - RANIER BRAGON TALITA FER­NAN­DES CA­MI­LA MATTOSO

An­tes mes­mo de ini­ci­ar os tra­ba­lhos, CPI tem si­do pal­co de dis­pu­tas e de­ban­da­das en­tre al­guns de seus mem­bros

Com no­vo fô­le­go após a re­vi­ra­vol­ta que co­lo­cou na ber­lin­da exe­cu­ti­vos da JBS, ali­a­dos de Mi­chel Te­mer pre­ten­dem usar a CPI mis­ta re­cé­mins­ta­la­da no Con­gres­so pa­ra cri­ar um am­bi­en­te po­lí­ti­co que pos­si­bi­li­te a ab­sol­vi­ção de in­ves­ti­ga­dos e o de­sen­co­ra­ja­men­to de fu­tu­ras de­la­ções pre­mi­a­das.

O ob­je­ti­vo, se­gun­do a Fo­lha ou­viu de par­la­men­ta­res, é di­re­ci­o­nar o fo­co pa­ra even­tu­ais fa­lhas no tra­ba­lho de Ro­dri­go Ja­not, que dei­xa a che­fia do Mi­nis­té­rio Pú­bli­co nes­te do­min­go (17).

Sob o dis­cur­so de que a CPI irá tra­ba­lhar pa­ra “se­pa­rar o joio do tri­go”, a ba­se de Te­mer —que con­tro­la 76% das cadeiras da co­mis­são— pre­ten­de usar de­poi­men­tos, do­cu­men­tos e que­bras de si­gi­lo pa­ra dar ca­rá­ter ofi­ci­al a um an­ti­go dis­cur­so de que são al­vos da Pro­cu­ra­do­ria-Ge­ral da Re­pú­bli­ca.

Por es­se dis­cur­so, Ja­not e sua equi­pe ten­ta­ram cri­mi­na­li­zar ati­vi­da­des po­lí­ti­cas lí­ci­tas, in­du­zin­do de­la­to­res a tra­tar sob o úni­co guar­da-chu­va da “pro­pi­na” cor­rup­ção pu­ra e sim­ples e ati­vi­da­des lí­ci­tas, co­mo do­a­ções elei­to­rais de­cla­ra­das e re­ce­bi­das sem con­tra­par­ti­da.

Além de mi­nar a cre­di­bi­li­da­de da de­la­ção da JBS e, por tabela, de to­das as ou­tras con­du­zi­das por Ja­not, bus­ca­se apro­var no fi­nal a re­da­ção de um pro­je­to de lei que al­te­re as atu­ais re­gras de de­la­ção.

Ain­da não há de­fi­ni­ção cla­ra sobre es­se tex­to, mas uma me­di­da que con­ta com am­plo apoio é o es­ta­be­le­ci­men­to de pe­nas pe­sa­das a de­la­to­res que não apre­sen­ta­rem pro­vas de su­as acu­sa­ções.

“A le­gis­la­ção da de­la­ção tem fa­lhas. O ca­ra de­la­ta até a mãe, in­ven­ta coi­sas pa­ra ser sol­to”, diz o de­pu­ta­do Beto Man­sur (PRB-SP), um dos prin­ci­pais ali­a­dos de Te­mer.

A CPMI (Co­mis­são Par­la­men­tar Mis­ta de Inqué­ri­to) da JBS pas­sou qua­tro me­ses pa­ra­da até ter si­do ins­ta­la­da no iní­cio do mês, pou­co após vir à to­na áu­dio em que Jo­es­ley Ba­tis­ta e Ri­car­do Saud, da J&F, dão a en­ten­der que re­ce­be­ram ori­en­ta­ção de in­ves­ti­ga­do­res pa­ra fa­zer o acor­do.

Até as 19h de sex­ta (15), 151 re­que­ri­men­tos ha­vi­am si­do apre­sen­ta­dos pe­los in­te­gran­tes da co­mis­são, cu­ja sessão da se­ma­na pas­sa­da foi mar­ca­da por con­fu­são. BAI­XAS Qua­tro de seus in­te­gran­tes, os se­na­do­res Ri­car­do Fer­ra­ço (PSDB-ES), Ot­to Alencar (PSD-BA), Cristovam Buarque (PPS-DF) e Dá­rio Ber­ger (PMDB-SC), dei­xa­ram a co­mis­são sob o ar­gu­men­to, en­tre ou­tros, de que a CPI é “cha­pa-bran­ca” e se­rá des­ti­na­da a um “acer­to de con­tas” da ba­se de Te­mer com os in­ves­ti­ga­do­res.

O de­pu­ta­do Car­los Ma­run (PMDB-MS), uma das prin­ci­pais vo­zes da tro­pa de Te­mer, foi es­co­lhi­do re­la­tor.

Seus dois úni­cos re­que­ri­men­tos apre­sen­ta­dos até ago­ra pe­dem a con­vo­ca­ção do ad­vo­ga­do de Jo­es­ley, Pi­er­pa­o­lo Bot­ti­ni, que se en­con­trou com Ja­not em um bar de Bra­sí­lia um dia de­pois de a Pro­cu­ra­do­ria Ge­ral pe­dir a pri­são do exe­cu­ti­vo.

O ou­tro pre­ten­de le­var à CPI a de­le­ga­da da Po­lí­cia Fe­de­ral Rú­bia Pinheiro, que par­ti­ci­pou de en­con­tro em fe­ve­rei­ro com Fran­cis­co de As­sis e Sil­va, di­re­tor ju­rí­di­co da JBS, pa­ra ex­pli­car co­mo fun­ci­o­na­ria a co­la­bo­ra­ção.

Os ob­je­ti­vos de Ma­run são pro­var que to­da a ope­ra­ção que re­sul­tou nas de­nún­ci­as con­tra Te­mer foi ar­ma­da pre­vi­a­men­te, nu­ma re­la­ção ne­bu­lo­sa en­tre in­ves­ti­ga­do­res e a JBS, com des­ta­que pa­ra o pa­pel do ex-pro­cu­ra­dor Mar­cel­lo Mil­ler, sus­pei­to de atu­ar a fa­vor da em­pre­sa quan­do ain­da es­ta­va no car­go.

Mil­ler é al­vo de vá­ri­os re­que­ri­men­tos de con­vo­ca­ção.

“Es­sa é a CPI da vin­gan­ça e de ten­tar lim­par a bar­ra dos in­ves­ti­ga­dos, que vão pas­sar à con­di­ção de in­ves­ti­ga­do­res. É co­mo o as­sal­tan­te que ba­te a car­tei­ra e gri­ta ‘pe­ga la­drão’”, diz o de­pu­ta­do Chi­co Alencar (PSOL-RJ).

Um dos sub-re­la­to­res, o de­pu­ta­do Fer­nan­do Fran­cis­chi­ni (SD-PR), que é de­le­ga­do da PF, pro­me­te de­nun­ci­ar ten­ta­ti­vas de trans­for­mar a co­mis­são em um acer­to de con­tas.

Mas tam­bém cri­ti­ca a atu­a­ção de Ja­not e fa­la em pro­por a mu­dan­ça da lei pa­ra re­gu­la­men­tar a participação da PF nas de­la­ções.

Beto Ba­ra­ta/PR

» 4 PA­RE­DES Te­mer se reú­ne no Pla­nal­to com mi­nis­tro Aloy­sio Nu­nes (cen­tro) e as­ses­sor Fred Ar­ru­da; pre­si­den­te tra­ça es­tra­té­gi­as an­tes de vi­a­jar a No­va York, na se­gun­da

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.