Mor­re, aos 83, o ar­qui­te­to Albert Spe­er Jr., fi­lho de íco­ne na­zis­ta

Folha De S.Paulo - - Mundo -

Em­bo­ra con­sa­gra­do, con­vi­veu com a som­bra do pai, ar­qui­te­to de Hi­tler

DAS AGÊN­CI­AS DE NO­TÍ­CI­AS

O ar­qui­te­to ale­mão Albert Spe­er Jr. mor­reu na noi­te de sex­ta-fei­ra (15), aos 83 anos, após uma ci­rur­gia em de­cor­rên­cia de uma fra­tu­ra de qua­dril cau­sa­da por uma que­da em seu apar­ta­men­to, em Frankfurt, na Ale­ma­nha.

O es­cri­tó­rio Albert Spe­er & Part­ners, fun­da­do por ele em 1964, tor­nou-se um dos mais im­por­tan­tes do país e as­si­nou vá­ri­os pro­je­tos pe­lo mun­do —en­tre eles, o pla­no ur­ba­nís­ti­co de Abu­ja, en­tão a no­va ca­pi­tal da Ni­gé­ria.

A fa­ce mais co­nhe­ci­da do de­se­nho de Spe­er Jr. foi vis­ta, po­rém, nas ins­ta­la­ções es­por­ti­vas. Ele as­si­nou o pro­je­to de es­tá­di­os pa­ra a Copa do Mun­do de 2010, na Áfri­ca do Sul, e pa­ra o Mun­di­al de 2022, no Qa­tar.

Ape­sar de sua car­rei­ra ter si­do re­co­nhe­ci­da ao lon­go dos anos, Spe­er Jr. sem­pre te­ve de con­vi­ver com o pe­so do so­bre­no­me: seu pai, o tam­bém ar­qui­te­to Albert Spe­er (1905-1981), tor­nou-se um íco­ne do na­zis­mo por sua pro­xi­mi­da­de com o di­ta­dor Adolf Hi­tler (1889-1945).

Spe­er foi res­pon­sá­vel por pro­je­tos em­ble­má­ti­cos, co­mo a no­va se­de da Chan­ce­la­ria, en­co­men­da­da por Hi­tler em 1938 e des­truí­da ao fim da Se­gun­da Guer­ra Mun­di­al (19391945), e o Es­tá­dio Olím­pi­co de Ber­lim, inau­gu­ra­do nos Jo­gos Olím­pi­cos de 1936. Mais tar­de, Spe­er foi no­me­a­do mi­nis­tro de Ar­ma­men­tos, em 1942.

Spe­er Jr. dis­se que sem­pre te­ve di­fi­cul­da­de em con­se­guir pro­je­tos na ca­pi­tal ale­mã. À re­vis­ta “Der Spi­e­gel”, em 1999, afir­mou que “en­ten­dia que as pes­so­as não que­ri­am ‘Albert Spe­er’ cons­truin­do em Ber­lim”.

Em 2010, dis­se ao jor­nal “Süd­deuts­che Zei­tung” que odi­a­va sua in­fân­cia, de­vi­do à edu­ca­ção ri­go­ro­sa do pai. E que até gos­ta­va quan­do a fa­mí­lia vi­si­ta­va Hi­tler, por­que ga­nha­va do­ces e lhe era per­mi­ti­do brin­car com ca­chor­ros. “Pa­ra mim, Hi­tler era um tio sim­pá­ti­co.”

Ute Sch­midt / Bild­fo­lio

O ar­qui­te­to Albert Spe­er Jr., que mor­reu na sex­ta (15) aos 83

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.