Guc­ci ba­ne uso de pe­les e vai lei­lo­ar pe­ças em es­to­que

Folha De S.Paulo - - Mercado Cristina.frias1@grupofolha.com.br - MO­DA

DA REU­TERS - A Guc­ci não usa­rá mais pe­les em su­as pe­ças a partir da sua co­le­ção pri­ma­ve­ra-ve­rão de 2018, jun­tan­do-se a um gru­po cres­cen­te de gri­fes que bus­cam al­ter­na­ti­vas de­vi­do a pres­são de ati­vis­tas de di­rei­tos dos ani­mais e mu­dan­ças de gos­to dos con­su­mi­do­res.

A mar­ca, parte do con­glo­me­ra­do de lu­xo Ke­ring, se­di­a­do em Pa­ris le­vou ca­sa­cos de pe­le às pas­sa­re­las em 2016. Dois anos atrás, seu di­re­tor de cri­a­ção, Alessandro Mi­che­le, apre­sen­tou mo­cas­sins e sa­pa­ti­lhas de bi­co fi­no fa­bri­ca­dos com pe­le de can­gu­ru.

As pe­ças re­ma­nes­cen­tes que es­tão em es­to­que se­rão ven­di­as em um lei­lão de ca­ri­da­de.

A Guc­ci ven­deu al­guns de seus ca­sa­cos de pe­le por mais de US$ 40 mil (R$ 128 mil).

An­to­nio Ca­lan­ni - 23.fev.11/As­so­ci­a­ted Press

Mo­de­lo usa ca­sa­co de pe­le em des­fi­le da Guc­ci de 2011 RE­CU­PE­RA­ÇÃO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.