Até 2022, Bra­sil po­de ter 296 mil mi­li­o­ná­ri­os

Folha De S.Paulo - - Mercado -

DE SÃO PAU­LO

O Bra­sil de­ve ga­nhar 132 mil mi­li­o­ná­ri­os até 2022, um cres­ci­men­to de 81%, se­gun­do re­la­tó­rio do ban­co Cre­dit Suis­se pu­bli­ca­do nes­ta ter­ça (14).

Com is­so, o nú­me­ro de­ve pas­sar dos atu­ais 164 mil pa­ra 296 mil, afir­ma o ban­co. Co­mo ou­tros paí­ses la­ti­no-ame­ri­ca­nos, o Bra­sil tem uma par­ce­la mai­or de pes­so­as na fai­xa de ren­da en­tre US$ 10 mil e US$ 100 mil que o res­tan­te do mun­do, mas uma fa­tia me­nor nas es­fe­ras su­pe­ri­o­res, in­di­ca o Cre­dit Suis­se.

“Is­so po­de dar uma im­pres­são in­cor­re­ta de que a de­si­gual­da­de é me­nor que a mé­dia”, diz o es­tu­do. “Na ver­da­de, a de­si­gual­da­de é re­la­ti­va­men­te al­ta, co­mo apon­ta­do pe­lo ín­di­ce Gi­ni (que me­de a de­si­gual­da­de de ren­da) de 83%, e nos­sa es­ti­ma­ti­va é que 1% dos bra­si­lei­ros de­te­nha 44% da ri­que­za do país.”

O mai­or avan­ço per­cen­tu­al se­rá re­gis­tra­do pe­la Ar­gen­ti­na, com al­ta de 127%, de 30 mil pa­ra 68 mil. No mun­do, o cres­ci­men­to pre­vis­to no nú­me­ro de mi­li­o­ná­ri­os é de 22% nos pró­xi­mos cin­co anos, de 36 mi­lhões pa­ra 44 mi­lhões.

O es­tu­do do ban­co ana­li­sou a ge­ra­ção de ri­que­za glo­bal, que cres­ceu 6,4% nes­te ano e atin­giu US$ 280 tri­lhões. Até 2022, a ci­fra de­ve ser de US$ 341 tri­lhões.

O avan­ço re­fle­tiu “lu­cros ge­ne­ra­li­za­dos nos mer­ca­dos de ações” e “au­men­tos si­mi­la­res em ati­vos não fi­nan­cei­ros, que pe­la pri­mei­ra vez nes­te ano ul­tra­pas­sa­ram o ní­vel de 2007 an­tes da cri­se”. Es­ses ati­vos po­dem ser imó­veis, equi­pa­men­tos e ma­qui­ná­ri­os, em­bo­ra o ban­co não de­ta­lhe.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.